Estado injetará R$ 1,2 bilhão na economia com pagamentos a servidores, no mês de dezembro

Governador Wilson Lima

O Governo do Amazonas injetará cerca de R$ 1,2 bilhão na economia, no próximo mês, com o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores públicos estaduais, nos dias 15 e 16; com o pagamento do salário referente a novembro; e com a antecipação do salário de dezembro, que será efetuado nos dias 28 e 29. O governador Wilson Lima fez os anúncios nesta quinta-feira (19/11), em entrevista coletiva realizada na sede do Governo do Estado, na Compensa.

Na ocasião, ele também anunciou que, a partir de janeiro de 2021, os salários do funcionalismo público serão pagos nos dois últimos dias úteis do mês trabalhado. Segundo o governador, as medidas foram possíveis graças à gestão fiscal eficiente do Estado, que apresentou bom desempenho mesmo durante a pandemia.

“Tudo isso que estamos anunciando de benefício para o servidor é resultado do esforço que nós fizemos nos anos de 2019 e 2020, juntamente com todo o nosso secretariado, com a nossa base na Assembleia Legislativa. A gente conseguiu, com todos esses movimentos e esforço que nós fizemos, colocar o Estado hoje numa situação em condições de priorizar aquilo que é importante e essencial, e o pagamento do servidor público em dia é prioridade nossa”, frisou Wilson Lima.

De acordo com a secretária de Administração e Gestão, Inês Simonetti, mais de 78 mil servidores estaduais serão beneficiados, no mês de dezembro, com as medidas anunciadas pelo governador.

“Eles irão receber no mês de dezembro o equivalente a dois salários e meio. É o Governo injetando R$ 1,2 bilhão na economia do estado, valorizando e priorizando, como sempre, o servidor público do Estado do Amazonas”, afirmou.

Equilíbrio fiscal – Segundo a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), o Amazonas teve um superávit (diferença entre receitas e despesas) de R$ 1,96 bilhão até o segundo quadrimestre deste ano, índice 70% maior do que o registrado no mesmo período do governo anterior, em 2018.

A política de melhoria da qualidade do gasto público, aliada ao equilíbrio fiscal, também permitiu que o Governo do Estado mantivesse investimentos em áreas prioritárias, como saúde, educação e segurança.

“O ano de 2020 foi bem complicado por conta da pandemia. Mesmo com todas essas dificuldades, o Estado do Amazonas conseguiu, desde 2019 e também este ano, chamar mais de 5.500 aprovados em concursos públicos, incluindo policiais militares, bombeiros, profissionais da área de saúde”, pontuou o governador.

Orçamento – Durante a entrevista coletiva, Wilson Lima destacou que a proposta de orçamento estadual para 2021, que está em tramitação na Assembleia Legislativa, prevê uma receita líquida estimada de R$ 19 bilhões. Desse total, R$ 2,6 bilhões serão investidos na área da saúde, R$ 2,8 bilhões em educação e R$ 2,3 bilhões em segurança pública.

“O ano de 2021 ainda é um ano que a gente trabalha com muita cautela porque se avizinham algumas reformas, reforma administrativa do Governo Federal, reforma tributária, e a gente ainda precisa saber como é que a economia vai se comportar diante desses movimentos nacionais, mas no geral nós estamos bem otimistas”, avaliou o governador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here