Esculturas do Palácio Rio Negro: a história mudando de cor

PALACIO-RIO-NEGRO-FOTO-AIDA-FERNANDES (2)Da Redação – Considerado um ícone do período áureo da borracha em nossa região, o Palácio Rio Negro é considerado um dos pontos turísticos mais visitados da capital amazonense. Sua arquitetura remonta o início do século XX, dando uma ideia de toda riqueza da região gerada pelos seringais.

PALACIO-RIO-NEGRO-FOTO-AIDA-FERNANDES (7)O local foi inicialmente concebido para ser a residência do comerciante alemão Waldemar Scholz, inclusive foi batizado como “Palacete Scholz” em sua homenagem. Todavia, os tempos mudaram e a crise chegou. Foi transferido de mãos e tornou-se residência governamental e há cerca de 20 anos foi transformado em Centro Cultural Palácio Rio Negro, aberto a visitação pública.

PALACIO-RIO-NEGRO-FOTO-AIDA-FERNANDES (4)Palco de vários eventos da cultura amazonense, o local esbanja beleza por dentro e por fora, com certeza. O BLOG DA FLORESTA esteve lá e também constatou que embora a estrutura física esteja impecável, alguns pontos merecem atenção da Secretaria de Cultura do Amazonas (SEC), como é o caso das estátuas e brasão governamental lá existentes.

PALACIO-RIO-NEGRO-FOTO-AIDA-FERNANDES (5)Ao olharmos mais atentamente as estátuas, por exemplo, notamos que não são pretas como a princípio parecem, mas na cor de bronze – material que são feitas. O fenônemo é resultado da ação impiedosa do tempo, assim como também da poluição causada pelo progresso. Tidas apenas como ornamentos por alguns, retratam também nossa história e merecem ser melhor cuidadas, afinal o passado existe para nos lembrar como fomos um dia e que daqui um tempo tudo será história também. (Roberto Brasil – Fotos: Áida Fernandes)

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O respeito ao artista e sua obra deve ser levada a sério. Não podemos eliminar a característica original da obra. Em se tratando das obras do Centro Cultural Palácio Rio Negro, esclarecemos que as esculturas em bronze tem uma proteção chamada de pátina, esta técnica foi executada pelo artista com adição de produtos químicos e pigmento chamado de Terra de Siena Queimada, por isso parece escura. A forma como o artista executa sua obra deve ser respeitada. Outro esclarecimento: das obras mostradas na matéria apenas duas são em bronze, as outras são em ferro fundido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here