Enquanto ANS esfola brasileiros, nos EUA planos de saúde suspendem cobrança

Nos Estados Unidos, bons clientes de planos de saúde foram dispensados das mensalidades durante a pandemia ─ Foto: Rovena Rosa

Seguradoras de saúde dos EUA têm isentado clientes das mensalidades durante a paralisia da economia pela pandemia, por saberem dos efeitos econômicos avassaladores do isolamento. Os clientes continuam cobertos e não precisam pagar retroativamente. Bem diferente da Agência Nacional de Saúde (ANS) aqui no Brasil, que entrou na Justiça para que as operadoras “parceiras” não fossem obrigadas nem mesmo a pagar pelos exames de covid-19.

O bom exemplo foi revelado por um brasileiro que trabalha com turismo na Flórida, surpreso com a sensibilidade na meca do capitalismo.

No comércio de veículos, a solidariedade é idêntica: gigantes do ramo de veículos, Geico e Allstate, dependendo do caso, suspenderam os pagamentos ou os cancelamentos por inadimplência.

No Brasil, a Justiça obrigou os planos a pagar testes de coronavírus. O recurso contra a decisão, surpreendendo a todos, não foi das empresas nem de seus representantes, mas da própria ANS. Vergonhosamente.

POR COLUNA CLÁUDIO HUMBERTO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here