Em dia de votação, diretor da Uber é agredido no Senado

Fabio Sabba concedia entrevista ao jornal El País quando tomou um soco
Fabio Sabba concedia entrevista ao jornal El País quando tomou um soco

O diretor de comunicação da Uber, Fabio Sabba, foi agredido dentro do Senado, segundo informações da empresa. O clima no Senado estava acirrado hoje, dia de votação do projeto de lei que regulamenta a atividade dos aplicativos de transporte  como UberCabify e 99.

O executivo concedia entrevista ao jornal El País quando tomou um socoO responsável pela agressão seria um representante de taxistas. Sabba registrou um Boletim de Ocorrência na própria delegacia do Senado e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito. A Polícia do Senado informou que ainda não identificou o agressor. Ele teria fugido após o golpe.

A empresa, por meio de nota, reprovou o episódio. “Acreditamos que qualquer conflito deve ser administrado pelo debate de ideias entre todas as partes”, diz trecho do texto.

O projeto é alvo de críticas das empresas, e apoiado por representantes dos taxistas. Houve registro de confronto entre motoristas de táxi e de Uber na Esplanada dos Ministérios nesta terça-feira, e a Polícia Militar interveio. / Por Estadão Conteúdo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here