Em Brasília, Luiz Castro busca alternativas sustentáveis para Apuí

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em reunião no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Brasilia (DF), o deputado Luiz Castro (Rede) participa de uma ação interinstitucional, em busca de uma agenda positiva de desenvolvimento sustentável para o município de Apuí (Sul do Amazonas), juntamente com representantes da Prefeitura, do Governo do Estado (SEMA, SEPROR/Idam), do Idesam, da OCB-AM e da FAEA. 

Presidente da Comissão do Meio Ambiente e da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo (Frencoop), o deputado Luiz Castro destaca que o objetivo é sensibilizar o Mapa e os órgãos ambientais federais, além  do Incra, visando a realização de ações que conciliem a atividade econômica com a proteção ambiental em Apuí.

“Nesse sentido, buscamos solução objetiva para a conclusão dos Cadastros Ambientais Rurais (CAT) e a efetivação dos Planos de Regularização Ambiental (PRA), processos essenciais para o ordenamento ambiental e territorial de Apuí”, explica o deputado. 

A pauta inclui também a articulação do Seminário de Desenvolvimento Sustentável de Apuí, prevista para abril, com a presença de dirigentes dos órgãos federais e estaduais, para debater os problemas ambientais e propor soluções, visando o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a preservação do meio ambiente. 

Desmatamento gera prejuízos 

O alto índice de degradação ambiental em Apuí, provocado por grandes desmatadores, levou o MMA a incluir o município na lista de cidades da Amazônia Legal com prioridade para a prevenção, controle e monitoramento de desmatamento, o que resultou em enormes prejuízos ao município, que tem sido penalizado com o cancelamento de investimentos. 

”O pequeno produtor instalado em Apui desde a criação do município, está sofrendo prejuízos, devido à ação dos grandes desmatadores vindos, em sua maioria, dos estados de Rondônia, Pará e Mato Grosso”, afirmou o deputado. 

Para expor essa realidade, a comitiva foi a Brasilia, em busca de apoio para efetivar a agenda, que visa propor alternativas para reduzir os índices de degradação ambiental na região, bem como diminuir os danos causados aos  pequenos produtores de Apuí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here