Em Autazes, pai e madrasta da menina Grazielly são condenados a 12 anos de prisão

Réus escutam sentença proferida por magistrado (Foto: Divulgação/TJ-AM)
Réus escutam sentença proferida por magistrado (Foto: Divulgação/TJ-AM)

O julgamento do homicídio da menina Grazielly dos Santos Costa terminou na noite desta quarta-feira (17) com a condenação do pai e da madrasta da vítima pelo crime ocorrido em junho de 2015 no município de Autazes. O júri foi realizado na cidade ao longo de dois dias.

Segundo o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Gilbervan de Jesus Eloi e Gilmara França de Souza foram condenados, cada um, a 12 anos, 11 meses e três dias, já descontados o tempo de prisão provisória.

O tio de Grazielly, Gilbernilson de Jesus Eloi, foi absolvido. O júri foi presidido pelo juiz Cid da Veiga Soares Júnior, titular da Vara Única da Comarca de Autazes. Com informações do G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here