Elizabeth II aceita renúncia de Harry e Meghan, mas com ressalvas

Em comunicado, a monarca diz apoiar a decisão do neto, mas impõem período de transição para que ele abandone de vez as obrigações oficiais. ─ Foto: Getty Images

Após ver o nome de sua família estampado nos principais tabloides do mundo, a rainha Elizabeth II decidiu convocar, nesta segunda-feira (13), uma reunião com os parentes para discutir a polêmica renúncia de Harry e Meghan Makle dos cargos de “membros seniores” da realeza britânica. Em comunicado oficial, divulgado logo após o encontro familiar, a monarca, enfim, deu um parecer sobre a o caso.

Na nota, a rainha diz apoiar a decisão do neto. “Minha família e eu respeitamos totalmente o desejo de Harry e Meghan. Embora tivéssemos preferido que eles continuassem trabalhando como membros da família real em período integral, respeitamos e entendemos seu desejo de viver uma vida mais independente, mantendo uma parte valiosa da minha família”, alega.

Ela diz, porém, que o casal deverá enfrentar um período de transição durante o qual dividirá seu tempo entre o Reino Unido e o Canadá para, assim, abandonar gradualmente suas obrigações oficiais.

De acordo com a monarca, ainda há detalhes a serem acertados para a concretização dos planos do casal. Ela afirma, no entanto, que Harry e Meghan deixaram claro que não querem mais ser dependentes de fundos públicos nas novas vidas.

“Esses são assuntos complexos para a minha família resolver, e ainda há trabalho a ser feito, mas eu pedi para que as decisões finais sejam feitas nos próximos dias”, anunciou.

Esta foi a primeira vez que o duque de Sussex conversou com a avó; seu irmão, o príncipe William; e seu pai, o príncipe Charles, após anunciar a decisão de se afastar da realeza.

Relembre

O príncipe Harry e Meghan Markle chocaram os fãs ao anunciarem, nessa quarta-feira (08/01/2019), em seu perfil no Instagram, que se dividirão entre Reino Unido e a América do Norte em 2020, renunciando aos cargos de alto escalão da realeza.

No comunicado, os dois revelam que serão financeiramente independentes e não mais “membros seniores” da família real. Segundo eles, a decisão foi tomada após meses de muita reflexão.

“Pretendemos dar um passo atrás como membros ‘seniores’ da família real e trabalhar para nos tornar financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar totalmente Sua Majestade, a Rainha”, declararam no post, que viralizou nas redes sociais.

fonte: METRÓPOLES

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here