Eduardo pede providências do poder público para a série de denúncias de abusos nos colégios militares de Manaus

Senador Eduardo Braga (MDB)

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) pediu, na terça-feira (17/09), providências do Governo do Estado do Amazonas, da Secretaria de Estado e Educação do AM (Seduc-AM) e do Comando-Geral da Polícia Militar do Amazonas para a série de denúncias feitas por pais de alunos e estudantes dos colégios militares de Manaus. Relatos detalham casos de abusos de autoridade, assédio moral e desvio de recursos.

“É grave essa situação que vem ocorrendo nas escolas militares, principalmente na unidade da Cachoeirinha. Tenho recebido muitas denúncias. Medidas urgentes devem ser tomadas a fim de zelarmos pela qualidade do ensino, pela segurança e pela aplicação correta dos recursos”, disse o parlamentar.

Na semana passada, um grupo de 90 pessoas, entre pais e professores dessas instituições de ensino, foram à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) formalizar as denúncias. Representantes das Associações de Pais e Mestres dos Colégios Militares (APMC) relataram casos de agressão física cometidos por gestores contra professores. Eles também detalharam episódios de assédio moral e sexual contra estudantes e pais de estudantes, que seriam constrangidos em troca de vagas no colégio ou melhores notas nas avaliações escolares.

Segundo o advogado dos pais e professores, Ricardo Gomes, as acusações acontecem em pelo menos cinco das dez escolas da Polícia Militar, e envolvem desvios de recursos e contas superfaturadas.

“Juntamos todo esse pacote e hoje temos 1.134 páginas entregues ao comando do policiamento especializado do Amazonas e aguardamos respostas. O que vemos é uma falta de regras e regulamentação”, contou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here