Eduardo busca assegurar recursos para a infraestrutura do AM no Orçamento da União e no PPA 2020-2023

Foto: Vagner Carvalho

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) apresentou ao ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, nesta quinta-feira (17/10), a relação de emendas que pretende garantir no Orçamento da União 2020 e no Plano Plurianual (PPA) 2020 – 2023 para beneficiar o Amazonas. O objetivo do parlamentar é assegurar o máximo possível de recursos para a infraestrutura do estado.

“Nossa intenção é garantir ao ministro folga orçamentária suficiente para que possa trabalhar bem em obras estruturantes essenciais para todos nós, amazonenses”, disse Eduardo.

Só para a BR-319, o senador trabalha para que as obras de recuperação contem com, no mínimo, R$ 100 milhões. O valor foi reservado por meio de emenda, já aprovada, na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado.

Eduardo articula, ainda, direcionar R$ 70 milhões da União para obras de manutenção, operação e conclusão de portos do interior do Estado, além de novos investimentos nos serviços de dragagem no rio Madeira – uma demanda permanente do setor de navegação, principalmente na vazante. Durante esse período, as embarcações reduzem até 10% das cargas.

Segundo dados do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do AM (Sindarma), são transportadas 13 milhões de toneladas anualmente, entre combustíveis, soja, carne em geral e madeira, pela Hidrovia do Madeira. Na seca, o número de comboios chega quase à metade, impactando diretamente sobre o preço dos produtos consumidos pelos amazonenses.

O Orçamento da União recebe, até 24 de outubro, emendas dos parlamentares. A matéria ainda depende da aprovação da comissão mista, formada por deputados e senadores, e do plenário do Congresso.

No Plano Plurianual (PPA) 2020 – 2023, Eduardo trabalha para que sejam preservados todos os investimentos para obras em portos e aeroportos regionais, além da BR-319.

O PPA se refere ao planejamento de ações do governo para um período de quatro anos. Ele é encaminhado pelo presidente da República no primeiro ano de governo e corresponde ao período que vai do segundo ano de sua administração até o primeiro ano do mandato de seu sucessor.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here