Doses contra o H1N1 chegam a Manaus e vacinação começa na quarta (20)

(Foto: Nathalie Brasil/Semcom)

Com a chegada da vacina contra o vírus H1N1, a Prefeitura de Manaus já está estruturando a distribuição das doses nas 183 salas de vacinação do município para atender a demanda dos grupos prioritários. Na manhã deste sábado, 16/3, foram recebidas 480 mil doses e até este domingo, 17, chegam as demais que completam o lote de 1 milhão de vacinas, conforme assegurado pelo ministro da Saúde (MS), Luiz Henrique Mandetta, ao prefeito Arthur Virgílio Neto em encontro em Brasília (DF), na sexta-feira, 15/3.

A campanha de vacinação se inicia na próxima quarta-feira, 20/3, com a meta de atingir 455.083 pessoas na capital. “A vacina é endereçada para os grupos de risco e a prevenção continua sendo um fator importante na campanha. A população deve colaborar na prevenção”, ressaltou o secretário municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, que recebeu as doses destinadas ao município no Distrito de Saúde (Disa) Oeste. “Nós estamos fazendo a conferência das doses e a partir deste domingo estaremos realizando a distribuição nas 183 salas de vacinação espalhadas pela capital”, disse.

Em Manaus, a Campanha de Vacinação contra a Influenza começa na próxima quarta-feira, 20/3, tempo para que as vacinas passem por todos os procedimentos necessários até a distribuição nas salas de vacinação. “Estamos preparando todos os kits e acondicionando as doses de vacina para que possamos, de imediato, distribuir essas mais de 400 mil doses nas nossas UBS’s”, ressaltou Malgadi.

Fazem parte do grupo de risco 455.083 pessoas na capital, dos grupos preconizados pelo Ministério da Saúde. São crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; a população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; e professores da rede pública e privada.

Também integram os grupos a receberem a vacina pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis; portadoras de outras condições clínicas especiais como doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Edward, Síndrome de Patau, Síndrome de Warkany).

Para receber a dose da vacina, é importante levar o Cartão de Vacinação e um documento de identificação. Pessoas com doenças crônicas ou com outras condições clínicas especiais deverão apresentar, também, prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a dose, sem necessidade de prescrição médica. Para os profissionais do público-prioritário, basta apresentar o contracheque ou crachá.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here