Documentário sobre impeachment de Dilma concorre no Berlinale

Documentário brasileiro que conta a história do impeachment de Dilma Rousseff é selecionado para concorrer ao Festival de Berlim. Selecionado para concorrer dentro da mostra Panorama, o documentário “O Processo” será lançado no festival, que acontece em fevereiro, entre os dias 15 e 25, na Alemanha. A lista dos filmes escolhidos saiu esta semana no site do festival.

“O Processo” é um documentário que conta os bastidores do impeachment de Dilma Rousseff, concluído em 31 de agosto de 2016. A obra pode levar ao público internacional detalhes da crise política atravessada pelo Brasil. A cineasta acompanhou todo o processo de impeachment em detalhes e teve acesso exclusivo às reuniões da defesa de Dilma Rousseff. O filme promete trazer detalhes inéditos e exclusivos discutindo, além do impeachment, a crise política e o momento histórico brasileiro.

Maria Augusta é uma das mais renomadas documentaristas do país. Ela já dirigiu filmes como “Futuro Junho” e “Seca”. Em “O Processo”, ela dá continuidade a uma série de obras que retratam o sistema jurídico brasileiro. Sobre o tema, a documentarista tem pelo menos mais 3 filmes, todos premiados, “Justiça”, “Juízo” e “Morro dos Prazeres”. Seu currículo tem elevado as expectativas sobre uma possível premiação.

O estilo dos filmes de Maria Augusta costuma focar na realidade, sem encenações ou entrevistas, apenas captação de cenas reais.

A cineasta brasileira acumula prêmios como o Bezerro de Ouro, maior glória do cinema holandês e o Prêmio de Público no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã. Seu filme Justiça, em 2004, recebeu outros 9 prêmios. Em 2013, recebeu mais 3 prêmios no Festival de Cinema de Brasília. Em 2015, outros 3 prêmios vieram em Recife, além de dois outros prêmios internacionais, em Taiwan e na Suíça. Com informações da Sputnik News Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here