Dirigente da Fifa quer fim de pênalti, impedimento e cartão amarelo

"O futebol se parece cada vez mais com o handebol", declarou Van Basten
“O futebol se parece cada vez mais com o handebol”, declarou van Basten

Um dos grandes nomes do futebol europeu nos anos 80 e 90, o holandês Marco van Basten, diretor de desenvolvimento técnico do futebol na Fifa, está estudando e já sugeriu à entidade uma série de mudanças profundas no futebol.

Uma delas é troca das cobranças de pênalti pelo “shootout”, modelo utilizado na liga norte-americana no passado por meio do qual o jogador tem 25 metros de distância até o goleiro e oito segundos para tentar marcar. “Seria mais espetacular para os espectadores e mais interessantes para o jogador. Em cobranças de pênalti, tudo é decidido em um segundo. Com esse ‘mano a mano’, o jogador tem mais possibilidades, pode driblar, chutar ou esperar ver o comportamento do goleiro”, explicou à revista Sport Build.

Outra mudança é o fim do impedimento. “O futebol se parece cada vez mais com o handebol, com as equipes colocando muralhas na frente da área. É muito difícil superá-la. Sem o impedimento, haveria mais possibilidades para os atacantes e mais gols. No hóquei sobre grama, o impedimento foi abolido e não causou problemas”, opina o holandês.

A troca do cartão amarelo por exclusões temporárias de cinco a dez minutos é mais uma das sugestões do diretor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here