Dilma já trocou mais ministros que FHC e Lula

charge-ministerio-governo-dilma

Ao realizar a segunda reforma ministerial de 2015, a presidente Dilma Rousseff superou, em menos de cinco anos, o número de trocas feitas no primeiro escalão por seus antecessores Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, cujos mandatos duraram oito anos.

Pressionada pelas crises política e econômica, Dilma fez neste ano 39 trocas na sua equipe. FHC e Lula, em anos de dificuldade, chegaram a 23 (em 1999, ante a desvalorização do real) e 14 (em 2005, quando eclodiu o escândalo do mensalão).

De acordo com levantamento da Folha de São Paulo, a presidente nomeou 107 ministros –18 a mais que FHC e cinco a mais que Lula, sem contar os nove auxiliares que herdou do petista, dois no cargo até hoje: Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União).

Com isso, Dilma teve até agora uma média de 21 novos ministros por ano, quase o dobro de FHC, cujo índice foi de 11 –um pouco abaixo do de Lula, com quase 13. A rotatividade na Esplanada dos Ministérios sob Dilma foi maior: Educação teve seis gestores, três deles só neste ano, enquanto Agricultura, Transportes, Pesca e Ciência e Tecnologia já atingiram a marca dos cinco titulares.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O que a nação está vivendo é conseqüência de um equívoco constitucional. Só sei que o Brasil está colhendo o que plantou: a Constituição Federal / 88. Qualidade como a instituição do Ministério Público. A maior conquista. E um defeito grave. Presidencialismo de coalizão é o resultado desse equívoco.
    Na verdade esta estabeleceu uma ditadura disfarçada onde o EXECUTIVO “corrompe” O PODER LEGISLATIVO ao vender cargos E VERBAS. Daí essa imbecilidade do numero de ministérios bem como da quantidade de Partidos Políticos. E nanicos mercenários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here