Dia “D” de vacinação contra o sarampo tem mobilização no centro histórico

Foto: Alex Pazuello/Semcom

A praça XV de Novembro, popularmente conhecida como a praça da Matriz, no centro histórico da cidade, foi o palco da mobilização pelo Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo, neste sábado, 30/11. O local foi escolhido estrategicamente pela Prefeitura de Manaus, dado ao grande fluxo de pessoas que circulam pelo local, entre elas imigrantes. Dessa forma, a base montada pela Secretaria Municipal de de Saúde (Semsa) atendeu adultos jovens de 20 a 29 anos que formam o público-alvo da mobilização.

Adultos de até 49 anos, que buscaram informações no local também receberam a imunização. Ao todo foram disponibilizados 193 pontos de vacinação entre as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e postos volantes.

Representando o prefeito Arthur Neto, na abertura oficial, a titular da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio destacou que é uma marca da prefeitura colocar os serviços muito próximos da população.

“Isso faz a diferença. Poder trazer para o centro de Manaus, expandir a capacidade de atendimento a população. Aqui sabemos que há a concentração de pessoas em situação de rua e também o grande fluxo migratório de venezuelanos. Esse posto de vacina perto das pessoas facilita o acesso a esse serviço essencial da imunização contra o sarampo e outras doenças”, disse a secretária, lembrando que as vacinas estão disponíveis diariamente em todas as UBSs.

O secretário da Semsa, Marcelo Magaldi, chamou a atenção para o fato de que Manaus, já controlou o surto de sarampo, e que o último registro foi em janeiro deste ano, porém é preciso vigilância e estar em dia com a imunização, uma vez que 19 estados brasileiros registram a circulação do vírus do sarampo.

“Apesar de não termos mais casos de sarampo registrados, estamos chamando a população nesse dia D contra o sarampo para até as 17h, para nos ajudar a controlar essa doença”, explicou.

Magaldi também destacou que a população deve participar da campanha e não acreditar em fake news que propagam mentiras sobre os efeitos negativos das vacinas na internet, colaborando para a propagação de doenças.

“Não acreditem nesse movimento antivacina nas redes sociais que tenta associar vacina com autismo. Isso não é verdade. Estamos hoje priorizando o sarampo, mas nossas unidades de saúde disponibilizam todas as vacinas para que a população possa se imunizar contra as doenças, inclusive a poliomielite, que já se torna uma preocupação no mundo”, disse o secretário.

Convencido da importância da prevenção, o jovem Luide Moreira, de 20 anos, passava pelo local e aproveitou a oportunidade para se imunizar. “É preciso se prevenir o quanto antes melhor. Então eu digo para que todos venham e tomem a vacina o quanto antes e evitem correr riscos de contraírem o sarampo”, alertou Luide após ser imunizado.

Casos

O surto da doença que ocorreu em Manaus, entre fevereiro de 2018 e janeiro de 2019, também registrou o maior número de casos na faixa etária de 20 a 29 anos.

Do total de 7.227 casos confirmados nesse período em Manaus, 1.804 (24,96%) foram notificados entre pessoas de 20 a 29 anos, 1.536 (21,25%) na faixa etária de 15 a 19 anos e 1.246 (17,24%) em crianças menores de um ano.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here