Derrubar Dilma terá um preço muito alto, diz Ciro Gomes

Ciro Gomes durante evento de filiação ao PDT, na sede do partido, em Brasília
Ciro Gomes durante evento de filiação ao PDT, na sede do partido, em Brasília
Ciro Gomes durante evento de filiação ao PDT, na sede do partido, em Brasília

Depois de um período que batizou de “desintoxicação da política”, o ex-ministro Ciro Gomes, 57, voltou à cena atirando. Recém-filiado ao PDT, ele acusa a oposição e o vice-presidente Michel Temer de apoiarem uma “escalada do golpismo” contra a presidente Dilma Rousseff.

Ciro diz que o Brasil viverá “momentos tensos” de radicalização política se a Câmara autorizar a abertura de um processo de impeachment.

Na última quarta-feira (16), ele foi lançado pré-candidato à Presidência em 2018. Já disputou o cargo duas vezes, em 1998 e 2002, quando recebeu 10,2 milhões de votos. FOLHAPRESS

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here