David Almeida critica decisão do prefeito Artur Neto

Dep. David Almeida
Dep. David Almeida
Dep. David Almeida

Durante a sessão plenária desta quarta-feira, 3 de agosto, o deputado David Almeida, que é líder do PSD na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) criticou a postura do prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB)  em escolher o deputado federal Marcos Rotta (PMDB) para compor a chapa como vice prefeito de Manaus.

Almeida chamou o prefeito de ingrato, uma vez que após receber declaração de apoio do presidente do PSD, Omar Aziz, e avaliar que seria difícil encontrar nome mais leal do que o nome do deputado Josué Neto (PSD) para compor a chapa como seu vice, anunciou outro nome para tal.

“Na semana passada o presidente do meu partido, o senador Omar Aziz, em ato público declarou apoio à reeleição do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. Uma semana após, o Democratas também declarou apoio. Eu me lembro da fala do prefeito Arthur Neto de que dificilmente encontraria alguém mais leal, com tamanha responsabilidade e experiência e que dificilmente encontraria alguém mais bonito do que o deputado Josué Neto para ser o vice, mas nunca declarou que Josué seria seu vice. E ontem nós descobrimos. O prefeito Arthur estava à procura de alguém mais bonito e encontrou. Na opinião de Arthur, Marcos Rotta é mais bonito que o Josué. Quanta incoerência e ingratidão”, ironizou o parlamentar.

O deputado David Almeida lembrou ainda da fala do prefeito, quando esteve com o senador Omar Aziz em Brasília para receber os recursos de R$ 150 milhões em empréstimos que daria ao prefeito de Manaus, condição para tapar os buracos da cidade.

 “Palavras do prefeito de Manaus. ‘Agradeço ao senador Omar Aziz porque o senador Eduardo Braga travou Manaus três anos e meio’, são palavras do Artur. Ele disse que Braga travou a cidade por mais de três anos e o senador Omar conseguiu em apenas um mês e meio destravar esse empréstimo. Aí, a gratidão do prefeito com o senador Omar foi se aliar a quem, na sua concepção, travou Manaus. Incoerência é pouco”, lamentou o parlamentar.

Almeida disse que o povo saberá decidir e irá descobrir o que está por trás desse acordo. “Será que combinaram com o povo? Será que acham que com as pesquisas em que aparece um em primeiro e outro em segundo dará a vitória?, mas quem julgará e dará a vitória é o povo. Nós precisamos entender o que está acontecendo”, disse o parlamentar.

Para finalizar, Almeida disse que a sensatez e coerência não estavam presentes nessa articulação. “Com certeza nem sensatez, muito menos coerência estavam presentes nessa conjuntura que se confirmou na noite de ontem”, pontuou.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here