Comitiva vai falar com Temer sobre asfaltamento da BR-319

O senador Acir Gurgacz, do PDT de Rondônia, disse, ao chegar a Manaus na noite da última terça-feira (16), que o próximo passo da comitiva que inspecionou a BR-319, será uma reunião em Brasília, com o presidente Michel Temer (PDMB), para tratar, efetivamente, do asfaltamento da rodovia, cuja tramitação burocrática já se arrasta por mais de uma década. Os parlamentares de quatro estados da região Norte estão buscando marcar uma data com o Palácio do Planalto, ainda no mês de fevereiro.

Acir Gurgacz foi o autor do requerimento que levou a Comissão de Infraestrutura do Senado a montar uma comitiva para cruzar a BR-319 durante o inverno amazônico, da qual a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) participou com dois representantes: os deputados Platiny Soares (DEM) e Adjuto Afonso (PDT).

Segundo o senador rondoniense, vão participar do encontro representantes do Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre. “As caravanas vão sair de seus respectivos Estados e se juntarão no Acre, e em comboio se dirigirão a Brasília”, explicou Gurcacz, ressaltando que hoje Boa Vista e Manaus são as duas únicas capitais brasileiras que não têm ligação por asfalto com o restante do Brasil.

O senador explicou que a primeira diligência feita na BR-319 foi em janeiro de 2013, quando foram reabertas as obras da rodovia. “E agora foi possível constatar que, de lá para cá, não houve nenhum dano ambiental. Isso é importante para conseguirmos a licença para o asfaltamento”, frisou.

União

O deputado estadual Juracy Barbosa Moreira (PMDB-RO), que atende pelo nome de “Só na Bença” e integrou a comitiva, observou a grande ansiedade da população pela recuperação da BR-319. “Temos que unir nossas forças a favor daquela população que vive às margens da estrada, que também torce pelo asfaltamento”, disse. “Só na Bença” afirma que ouviu dos moradores que desde que os parlamentares do Norte tomaram a decisão de se unir pelo asfaltamento da BR-319, já houve melhorias significativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here