Comissão de Turismo vai dar atenção especial para comunidades indígenas e zona rural de Manaus

(Foto: Divulgação/CMM)

A população indígena e as comunidades rurais e ribeirinhas de Manaus, que têm sofrido com os problemas provocados pela pandemia do novo coronavírus, também terão atenção especial da 10ª Comissão de Turismo, Indústria, Comércio, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, da Câmara Municipal de Manaus (CMM). A prioridade foi definida durante reunião extraordinária realizada esta semana, de forma híbrida, sob a coordenação do presidente William Alemão (Cidadania).

Com o início das atividades parlamentares, o vereador garante que o objetivo é planejar e definir, de forma rápida, as estratégias que serão adotadas para atender aos dois setores, assim como, às demais áreas de abrangência da comissão.

“Percebemos que setores como o comércio e o turismo são os mais prejudicados pela pandemia. Tanto comerciantes quanto empregados estão meio que desesperados, à espera de um norte dos órgãos competentes. Mas precisamos, também, colocar em pauta os problemas enfrentados pela população rural e comunidades indígenas. Isto é dar celeridade aos trabalhos da comissão”, frisou William Alemão.

Atualmente, a capital amazonense possui uma população estimada de 2,2 milhões de habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Desse total, aproximadamente 30 mil são indígenas, que vivem espalhados por vários bairros da capital amazonense e, cuja maioria, se encontra em estado de vulnerabilidade social.

Atribuição

A principal atribuição da COMTICDETRE é apreciar, discutir, propor e votar matérias de interesse para o desenvolvimento, turismo, indústria e comércio em Manaus, assim como, acompanhar as ações de entidades e organismos vinculados aos referidos setores, com fiscalização no âmbito municipal.  Além de William Alemão, participaram da reunião extraordinária híbrida (presencial e on-line), os vereadores e membros da comissão João Carlos (Republicanos), Eduardo Alfaia (PMN) e Professora Jacqueline (Pode).

“Quando inserimos os indígenas e as pessoas que vivem ao redor de Manaus, estamos falando de pessoas, que merecem total atenção do poder público. E, por esse e outros motivos, adianto que a comissão estará sempre aberta ao diálogo com os representantes da sociedade civil organizada para juntos, tentarmos buscar meios que venham dirimir o sofrimento dessas famílias”, ressaltou William Alemão.

Reuniões

As reuniões ordinárias da comissão serão realizadas quinzenalmente, em princípio às terças-feiras, após sessão plenária, conforme o calendário aprovado pelos membros da COMTICDETRE.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here