CNH para moto terá duas provas práticas a partir de junho

Os futuros motociclistas terão que realizar umas das provas práticas em via pública - Foto: Divulgação
Os futuros motociclistas terão que realizar umas das provas práticas em via pública – Foto: Divulgação

A partir da primeira semana de junho, os interessados em obter a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A para pilotar motocicletas terão que fazer também aulas e uma prova prática em via pública. É o que determina a Resolução 726/18 do Contran. Ou seja, serão exigidas duas provas práticas.  

O processo para obter CNH na categoria A passará então a incluir: Avaliação Psicológica (o popular psicotécnico), Exame de Aptidão Física e Mental (o exame médico), Cursos Teóricos: Básico (25 horas/aula) e Específico (20 horas/aula), Exame Teórico, Curso de Prática de Direção Veicular em Circuito Fechado (10 horas/aula), Exame de Direção Veicular em Circuito Fechado, Curso de Prática de Direção Veicular em Via Pública (10 horas/aula) e Exame de Direção Veicular em Via Pública.

Para obter a ACC será: Avaliação Psicológica, Exame de Aptidão Física e Mental, Cursos Teóricos: Básico (20 horas/aula), Exame Teórico, e Exame de Direção Veicular em Via Pública e Curso de Prática de Direção Veicular em circuito fechado (4 horas/aula) e em Via Pública (6 horas/aula).

As aulas em circuito fechado devem ter duração mínima de 04 horas/aula para ACC ou 10 horas/aula para CNH A. Já em via pública deverá ser de 06 horas/aula e 10 horas/aula, respectivamente.

E como será a prova em via pública?

O instrutor deverá preencher o Formulário de Controle e Acompanhamento das Aulas, registrando o progresso e/ou dificuldade do candidato, com feedback ao final de cada aula para destacar os pontos de melhoria.

Enquanto o objetivo das aulas em circuito fechado é acostumar o candidato aos componentes da moto e sua postura, em via pública, a meta é treinar gestos e sinais sonoros, distâncias de segurança, parada e estacionamento, preferência em cruzamentos, retorno, rotatórias, ultrapassagem, uso dos faróis, sinalização etc.

O curso em via pública só poderá ser iniciado após o candidato ser aprovado no exame de direção em circuito fechado. As aulas poderão ser realizadas em vias urbanas e rurais, sendo que uma dela deverá ser em período noturno. Durante essas aulas, o instrutor deve estar em outro veículo e utilizando equipamento de comunicação que permita orientar o candidato durante a aula.

Carteirinha para fazer aulas práticas

Além disso, para fazer as aulas práticas, tanto para a categoria A quanto para a B, o aluno precisará portar a Licença para Aprendizagem de Direção Veicular (LADV). Esse documento será emitido em nome do candidato após a sua aprovação no exame teórico e terá validade.

O documento conterá nome completo, número do documento de identidade, CPF, número do formulário Renach do candidato, a categoria pretendida, o nome do Centro de Formação de Condutores (CFC) responsável pela formação, o prazo de validade, restrições médicas (quando houver) e o resultado do exame de aptidão fisica e mental.

Aulas teóricas também mudam

Outra alteração que se aplica às categorias A e B e a divisão do curso teórico em aulas básicas e específicas. Serão 20 horas/aula para ACC e 25 horas/aula para a categoria A no curso básico e mais 20 horas/aula para o curso específico para a CNH A. Para a categoria B serão 25 horas/aula no Curso Teórico Básico e mais 20 horas/aula no Curso Teórico Específico.

No curso específico de motos serão abordados temas como tipos de motocicletas, funções do painel, ajustes dos retrovisores, motor e suspensão, equipamentos de segurança obrigatórios, postura, tempo de reação, curvas, frenagem etc.

(Com informações do iCarros)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here