Política

Cláudio Castro toma posse como governador do RJ

Político do PSC cumpre mandato até 31 de dezembro de 2022. FOTO: Reprodução/Twitter

Cláudio Castro (PSC) tomou posse na manhã de hoje como governador do Rio de Janeiro um dia após o impeachment de Wilson Witzel, que era o cabeça da chapa nas eleições de 2018.

Na solenidade, Castro lembrou da recente disputa politica que teve com a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). Nos últimos dois dias, Castro, então governador em exercício, protagonizou uma queda de braço com o parlamento fluminense sobre a privatização da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos).

“Precisamos ter coragem. A hora é agora, a semana que passou, marcada por divergências, hoje fazem parte do passado”, destacou o agora governador.

Em seu primeiro discurso como governador, Castro falou de ética, olhar para o futuro e a necessidade de união entre os poderes.

É chegada a hora de olharmos para a frente. O momento é de reconstrução. A população exige um governo sólido, sustentável e de diálogo. Seguirei sendo um homem de entendimento. E mais uma vez quero fazer um pacto pela recuperação

Cláudio Castro

Para assumir o Executivo fluminense, Castro prestou juramento constitucional e assinou o termo de posse como governador, em sessão presidida pelo presidente da Alerj, o deputado estadual André Ceciliano (PT).

A cerimônia estava marcada para 10h, mas atrasou por mais de uma hora, sendo iniciada apenas às 11h15. A sessão começou com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do novo coronavirus no país.

Ao falar já como governador, Castro pediu mais um minuto de silêncio para lembrar das vítimas da covid.

Castro assume o governo do Rio de Janeiro um dia após o impeachment de Wilson Witzel (PSC) ser aprovado no TEM (Tribunal Especial Misto). Witzel foi condenado por crime de responsabilidade em compras e renovações de contratos durante a gestão da pandemia do novo coronavírus.

O agora governador estava interinamente no comando do estado desde o dia 28 de agosto de 2020, quando Witzel foi afastado do cargo por uma decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) no âmbito da Operação Tris in Idem. Castro também é investigado por corrupção.

Na tarde de hoje, o governador fará um pronunciamento no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, sede oficial do governo do estado. (UOL)

Deixe um comentário