Mundo Violência

Cineasta iraniano é morto e esquartejado pelos pais por não ser casado

Babak Khorramdin tinha 47 anos; Pai disse que não tem remorsos. IMAGEM: Reprodução

O cineasta Babak Khorramdin, 47, passou parte da vida em Londres. Ao retornou ao Irã, seu país natal, foi questionado por seus pais sobre nunca ter sido casado. Após a discussão, ele foi morto e desmembrado em um “crime de honra”. Seus restos mortais foram encontrados em em sacos de lixo e em uma mala na cidade de Ekbatan, no Teerã, capital do Irã. As informações são da Revista Monet.

Mohammad Shahriari, chefe do Tribunal Criminal de Teerã, afirmou que o pai de Babak confessou que anestesiou o filho e o matou com golpes de faca. Depois, cortou seu corpo, jogando seus restos mortais no lixo. Após sua confissão, pai e mãe do cineasta foram presos. As evidências do crime foram encontradas na casa da família.

O assassinato de Babak não foi o primeiro cometido por seus pais. Em depoimento, eles confessaram também que mataram outra filha, há três anos, e o genro, há dez anos. O método dos outros dois crimes teriam sido o mesmo usado com Babak. (ISTOÉ)

 

Deixe um comentário