Política

Cilindros de oxigênio para municípios amazonenses estão sendo apreendidos, denuncia deputado

Não bastasse o significativo aumento do número de infectados pela segunda onda da Covid-19 no Estado, bem como, a falta de oxigênio nas unidades de saúde da capital amazonense, foi denunciado em Sessão extraordinária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na terça-feira (19), pelo deputado Álvaro Campelo (Progressistas), que cilindros de oxigênio destinados aos municípios do interior estão sendo apreendidos.

“Tive informações de apreensões de cilindros do oxigênio que estão indo para interior do Estado. Onde é que vamos parar com essa situação? Muitos prefeitos vieram à capital, com o objetivo de socorrer seus municípios e, absurdamente, esses cilindros foram apreendidos”, denunciou Álvaro Campelo. A informação também foi repercutida e foi confirmada pelo presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), Jair Souto (MDB), que participou da reunião.

O parlamentar atentou, ainda, para o crescimento de casos no interior do estado, e propôs medidas para que se antecipe a resolução desses problemas. “Quero me somar às propostas anteriores que já foram apresentadas, é o momento do fim do recesso. Nós precisamos dar continuidade a esses debates para que possamos encontrar alternativas ao caos que se instalou no estado do Amazonas.

O remanejamento das emendas parlamentares é extremamente importante, por exemplo, para a compra de usinas de oxigênio para o interior do Estado, que começa a agonizar, com maiores danos, se nada for feito. Os municípios mais distantes passarão a ser os mais afetados por um problema grave de logística e nós temos que nos antecipar”, afirmou Campelo.

*Com informações da assessoria

Deixe um comentário