Cema não entrega medicamentos fracionados

Os pacientes reclamam que a Cema não fornece medicação fracionada - Foto: Kennedy Lyra
Os pacientes reclamam que a Cema não fornece medicação fracionada – Foto: Kennedy Lyra

Pacientes renais crônicos que precisam de Medicamentos prescritos por médicos especializados não estão recebendo os remédios na composição correta na Central de Medicamentos do Amazonas (Cema).

Um exemplo desse remédio é o Composto de Sevelâmer, onde o paciente ingere a medicação antes de qualquer refeição. Ele serve para controlar o fósforo dos alimentos uma vez que os rins deixam de realizar algumas funções. É o Sevelâmer que auxilia na ingestão de alimentos. Geralmente se recomenda de duas ou três cápsulas antes de se alimentar, seja no café da manhã, almoço e jantar, por este motivo é que se prescreve o medicamento fracionado.

O problema todo é que Cema não entrega remédios fracionados. Caso um paciente necessite de 360 comprimidos a Central só entrega 180, comprometendo a saúde do mesmo . A assistente social do Centro de Hemodiálise Raimundo Nascimento, Paula Francinete, se mostra preocupada com essa postura  da Cema. “Não entendo essa situação. Se um médico prescreve uma quantidade de cápsulas para um paciente é para se ingerir na quantidade certa. Se não tomar o tratamento ficará comprometido”, afirmou.

Um encontro entre médicos, assistentes sociais e a direção da Cema deverá acontecer em breve para se chegar a um consenso. Texto: Kennedy Lyra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here