Câmara terá data center próprio e mais espaço para atender ao cidadão em 2020

Fotos: Robervaldo Rocha / CMM

A instalação de um data center próprio e a entrega de duas novas salas para atendimento personalizado ao público sobre questões de água e saneamento e relacionadas a assuntos sócio-comunitários e legislação participativa, estão entre as novidades da Câmara Municipal de Manaus (CMM) para 2020. De acordo com o presidente Joelson Silva (PSDB), a proposta é dar uma dinâmica diferente para as comissões, a fim de aproximar cada vez mais o poder legislativo da população, a exemplo do que já ocorre com a defesa do consumidor e a defesa e proteção dos direitos da mulher, cujo núcleo de atendimento foi inaugurado no último dia 17, com serviços exclusivos ao público feminino feito por advogada, assistente social e psicóloga.

O centro de processamento de dados, como também é conhecido o data center, será composto de um ambiente projetado para concentrar servidores, equipamentos de processamento e armazenamento de dados, com sistemas de rede que irão possibilitar maior segurança das informações, agilidade, transparência e integração no atendimento às pessoas.

A execução do novo sistema será feita com base nas normas especificadas pela ISO 27000, o que tornará a Câmara cada mais passível de certificação pelos serviços que presta aos manauaras, como já ocorre com as ISO 9001:2015 (Gestão de Qualidade) e 14001:2015 (Gestão Ambiental).

“Com trabalho e responsabilidade, a Câmara conseguiu fechar o atual exercício contabilizando resultados positivos de tudo o que foi planejado. O novo ano já está às portas e, além de um plenário revitalizado, teremos um data center que nos dará uma internet mais rápida, total segurança no trato com os documentos, processos legislativos e administrativos. Quem ganha com isso somos todos nós vereadores, servidores e, principalmente, a população manauara”, destacou Joelson Silva.

Com a instalação do data center, itens como computadores que servem aos gabinetes vão ser substituídos por máquinas modernas e rápidas, licenciadas com aplicativos offices, e que irão proporcionar melhorias às atividades parlamentares.

O processo de modernização abrange também a troca de tablets antigos por outros de última geração, além da instalação de novos nobreaks nos setores estratégicos, objetivando evitar perdas e danos nos equipamentos utilizados.

Novos aplicativos também estarão em desenvolvimento pela própria Diretoria de Gestão e Tecnologia da Informação (DGTI), para atender a gestão dos gabinetes e os setores administrativos.

“Chegamos à era digital, e a Câmara não poderia ficar atrás no momento em que as informações transitam em velocidade instantânea, em que há comunicação direta entre as pessoas, sem limite de tempo e espaço. Antes tínhamos aproximadamente 25 servidores trabalhando com a capacidade de armazenamento de 16 terabytes. Agora passaremos a ter apenas um servidor de tecnologia avançada, moderno e com capacidade de 41.2 terabytes”, observou o presidente.

Reforma

A reforma no plenário Adriano Jorge, a primeira em 14 anos, está a todo vapor e segue normalmente o cronograma de obras previsto, que é de 90 dias. Os trabalhos começaram no dia 13 de novembro e, a partir dessa data, as  sessões plenárias foram realizadas no auditório Zany dos Reis, da CMM, de forma temporária.

“É uma revitalização que irá trazer maior segurança e acessibilidade para uma área que já apresentava problemas. Até pequenos acidentes foram registrados no local. As pessoas já torceram o pé, caíram, e passaram por situações constrangedoras. Isso não pode ocorrer mais nesta casa”, disse Joelson Silva.

TV Câmara

Outra novidade para 2020 será a inserção da TV Câmara em canal digital, na frequência 55.4 da TV Senado, com uma programação bastante diversificada. O processo já está em fase licitatória para a contratação de empresa, e a previsão é que o canal digital passe a funcionar a partir de fevereiro.

“A Câmara já deu início ao estudo técnico para aquisição dos equipamentos”, adiantou o presidente Joelson Silva.

O termo de cooperação técnica inédito foi assinado no mês de outubro, em Brasília, no gabinete da presidência do Senado Federal. Atualmente, a TV Câmara pode ser sintonizada nos canais 99 e 36 da Net, e 50.1 no canal aberto.

“Por várias vezes tivemos que ir a Brasília falar pessoalmente com o presidente Davi Alcolumbre. Conseguimos desenrolar todo esse processo que já vinha há vários anos, terminando, agora, com a possibilidade de colocarmos, efetivamente, em prática, a TV Senado pelo canal 55.4”, informou Joelson Silva.

A cooperação técnica representa o primeiro arranjo técnico nesse formato no Brasil, pois um único canal irá retransmitir quatro sub-canais, integrando as TVs do Senado, Câmara Federal, Assembleia e Câmara de Vereadores.

Além da TV Câmara, a CMM também possui a Rádio Câmara Cidadã de Manaus, que é fruto de uma parceria com a Câmara Federal, e passou a ser um instrumento importante para a divulgação dos trabalhos desenvolvidos na casa legislativa municipal. A rádio começou a operar oficialmente no dia 13 de junho, na frequência FM  105,5 MHz.

Estágio curricular

No último dia 10, a CMM e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) celebraram a assinatura do Termo de Cooperação Técnica para viabilização de estágio curricular não remunerado a estudantes da instituição de ensino. A parceria terá a validade de cinco anos e irá oferecer 29 vagas para diversas áreas acadêmicas.

O termo foi assinado na própria CMM pelo presidente Joelson Silva (PSDB) e pelo pró-reitor adjunto de Ensino de Graduação da universidade, Luiz Simão Botelho. O objetivo é formalizar as condições básicas para a realização de estágio de interesse curricular obrigatório, como estratégia de profissionalização, para complementar o processo ensino-aprendizagem do estudante regularmente matriculado na Ufam.

“A cooperação faz jus ao que já ocorre na nossa gestão, que é abrir as portas deste poder para todos os segmentos. É, sem dúvida, uma colaboração que vai dar continuidade à trajetória de grandes profissionais”, ressaltou o presidente.

Memorial da CMM

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) tem intensificado o resgate da história de pouco mais de 100 anos do poder legislativo, e já apresenta bons resultados para reformulação, ampliação e modernização do Memorial da casa Carlos Zamith. O trabalho é baseado em pesquisa de fatos e catalogação de fotos, documentos, áudios e vídeos, cujo acervo está em fase de digitalização e ficará à disposição do público, por meio de todas as redes sociais da CMM, até o fim de 2020.

“Demos outra roupagem para o Memorial Carlos Zamith”, destacou Joelson Silva.

Até o momento, aproximadamente 3 mil fotos já foram reunidas e, de quase 300 itens diversos, 60 vídeos estão editados. A ação é executada pela Comissão de Recuperação do Acervo Histórico do Legislativo Municipal – que foi criada em 2013 e que este ano ganha continuidade – e abrange desde a primeira até a 17ª Legislatura.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here