Calçada na Cidade Nova vira verdadeiro “centro comercial”

Os pedestres fazem malabarismo para chegarem ao destino por conta da calçada ocupada
Os pedestres fazem malabarismo para chegarem ao destino por conta da calçada ocupada

Quem passa pelas calçadas de Manaus nem mais se admira de tantos obstáculos que atrapalham o direito de ir e vir dos pedestres. A capital com o tempo cresceu e os centros comerciais também como resultado da urbanização que a capital ainda vem passando. Porém, existem situações extremas em todos as zonas da capital.

Um exemplo é o que acontece na Rua 27, Núcleo 15, Cidade Nova. No local, próximo à Igreja Católica São João Batista, uma boa parte da calçada está obstruída há muito tempo com geladeiras velhas e pneus por toda a parte.

Os donos do empreendimento demonstram preocupação apenas como próprio negócio, embora o passeio seja público
Os donos do empreendimento demonstram preocupação apenas como próprio negócio, embora o passeio seja público

O empreendimento toma conta da calçada de pelo menos três casas. Uma oficina por nome “Buscapé” e uma de refrigeração. Sendo que a rua é de grande circulação de carros, pois dá acesso de quem vem do Parque 10 de Novembro para acessar os núcleos da Cidade Nova, bairros Novo Aleixo e Amazonino Mendes e vice-versa.

O pedestre que quiser passar pelo local, não terá outra opção a não ser transitar pela rua mesmo, perto dos carros, passando por grande perigo. Pelas fotos é possível ver que “os ferros velhos” tomam conta de toda a calçada e muitos pneus estão “acomodados” em via pública, usando não mais apenas a calçada, mas também a própria rua.

O direito de ir e vir deu lugar ao lucro dos negócios
O direito de ir e vir deu lugar ao lucro dos negócios

Os obstáculos são muitos para se vivenciar o direito à chamada mobilidade urbana. A calçada deveria ser um lugar onde se devia circular livremente, por exemplo, o pedestre, o cadeirante, um carrinho de bebê e uma pessoa que leve uma mala com rodinha.

Pela regra da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é possível uso de parte dos passeios para restaurantes e outros, mas devem ser obedecidas as regras. O problema vai muito além, muitas calçadas viram simplesmente estacionamentos, o que se vê são carros tomando conta muitas vezes de parte das ruas também. Enfim, essa é a nossa Manaós, que apresenta sim, certas melhorias, mas pequenas ainda.///Sara Matos – Fotos: Áida Fernandes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here