Natureza

Cadela é morta durante operação policial no Centro de São Luís (MA)

Na última terça-feira (30), uma cadela da raça pitbull foi morta com um tiro durante uma operação da Polícia Civil realizada na Rua do Giz, no Centro de São Luís. As informações são do G1.

Segundo o Batalhão de Polícia de Turismo, que foi chamado para ajudar na operação, o caso foi registrado por volta das 10h, quando dois policiais civis estavam no local para prender dois homens na região.

Ao chegar no local, os policiais militares se depararam com a cadela, que já tinha sido atingida por um disparo realizado por um dos policiais civis.

Ela e os filhotes chegaram a ser resgatados por uma clínica veterinária, mas a mãe acabou falecendo. Já os filhotes esperam por adoção.

Cadela morreu, mas filhotes foram resgatados e esperam por adoção. IMAGEM: Redes sociais

A dupla procurada pelos policiais civis foi presa e levada para a delegacia. A delegada Samara Nagib, do 1º Distrito Policial, informou que os policiais estiveram na Rua do Giz para cumprir um mandado de prisão e que a cachorra teria avançado contra um dos agentes, numa ‘reação ao perigo iminente’.

“Os policiais sentiram forte odor de maconha e logo avistaram um tablete médio de maconha. Em razão da situação de flagrância, os policiais adentraram ao local para realizar a prisão de dois suspeitos, onde encontraram ainda um canivete e uma balança de precisão. Ocorre que durante a diligência, uma cachorra, da raça pitbull, que recentemente havia dado cria, instintivamente avançou nos policiais, ao ver o seu dono, um dos presos em flagrante por tráfico ilícito de entorpecentes, ser revistado pelos policiais, os quais não tiveram outra saída senão desferir um único disparo contra o animal feroz, com o objetivo de sanar o perigo. O próprio conduzido, dono do animal, ao ser interrogado, confirmou a versão dos policiais de que seu animal, apesar de dócil, ficou assustado e abruptamente atacou a equipe. Infelizmente uma fatalidade que todos lamentamos”, disse a delegada.

Deixe um comentário