Cabo Maciel propõe a criação de Comissão para fiscalizar condições de trabalho dos agentes penitenciários

Dep. Cabo Maciel

Durante Sessão Plenária realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado Cabo Maciel (PR) repercutiu o assassinato do agente penitenciário Alexandre Rodrigues Galvão, ocorrido no último sábado (1º), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado na rodovia BR-174, área rural de Manaus. O crime aconteceu após presos ficarem revoltados com a proibição da entrada de algumas pessoas durante as visitas do sábado.

Para o deputado, a empresa Umanizzare Gestão Prisional Privada, contratada pelo Governo do Estado para administrar presídios do Amazonas, também deve ser responsabilizada e principalmente, cobrada pela falta de condições de trabalho e segurança aos seus funcionários. “Eu pergunto da empresa qual é o treinamento dado para esses servidores?”, questionou. O parlamentar também questionou a contratação de agentes de socialização, quando, segundo Cabo Maciel, o contrato firmado com o governo estabelece apenas a contratação de agentes de limpeza e conservação.

“É necessário que esta Casa fiscalize o que está acontecendo”, declarou o deputado, que também é o presidente da Comissão de Segurança Pública da Aleam, que seja formada uma Comissão para visitar os presídios e órgãos como o Ministério Público do Estado (MP-AM). Na ocasião, os deputados Belarmino Lins (PP) e Josué Neto (PSD) pediram para compor o futuro grupo de trabalho. “Vamos visitar os presídios e ver a situação desumana que esses servidores vivem”, concluiu Cabo Maciel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here