Brasil vence a Áustria em último teste antes do Mundial

Partida foi realizada em Viena (Foto: Leonhard Foeger/Reuters)

Brasil realizou neste domingo o último teste antes da estreia contra a Suíça na Copa da Rússia. A seleção de Tite enfrentou a Áustria, que tem semelhanças em campo com o primeiro adversário da equipe brasileira.

Em Viena, com casa cheia, logo aos três minutos um susto: Baumgartlinger, volante austríaco, deu uma pancada em Neymar, que fazia seu primeiro jogo como titular após a lesão no pé. O camisa 10 caiu com dores, mas em seguida voltou para o jogo.

Mais à frente, aos 28′, Alisson sentiu o tornozelo, foi atendido, mas também se recuperou rápido.

Antes do fim do primeiro tempo, Gabriel Jesus aproveitou a sobra de um chute de Marcelo e marcou o primeiro gol do jogo, o seu 10º sob o comando de Tite: 1 a 0 para o Brasil.

Com o tento, Jesus segue à frente de Neymar, que tem oito gols com Tite, e Paulinho, com sete.

SEGUNDO TEMPO

Aos 10 minutos, Prodl levou o primeiro amarelo do jogo. Não satisfeito, Schopf, meio campo, fez falta dura em Coutinho na sequência. Os brasileiros não gostaram e o clima ficou tenso no gramado. Para evitar problemas, o técnico da Áustria, Franco Foda, tirou Schopf e Schlager, para entradas de Burgstaller e Hierlander.

Tite também aproveitou para mexer. Fernandinho e Marquinhos entraram nos lugares de Casemiro e Thiago Silva. E logo na sequência, Neymar aproveitou para também deixar o dele: 2 a 0. O craque brasileiro deixou o defensor austríaco Dragovic caído no chão, dentro da área, após um lance desconcertante.

Daí pra frente o jogo virou apenas teste. Tite colocou Filipe Luís e Firmino e tirou Marcelo e Gabriel Jesus. Coutinho também saiu e deu lugar a Taison, não sem antes carimbar a trave de Lindner e quase marcar seu segundo gol da partida, o quarto do Brasil.

Neymar foi trocado por Douglas Costa, aos 37. O craque chegará ao Mundial com 55 gols pela seleção brasileira e igualou Romário na artilharia. Se marcar uma vez na Rússia, o camisa 10 se tornará o terceiro maior marcador do Brasil na história, ficando atrás apenas de Ronaldo Fenômeno e Pelé, que têm 62 e 77 gols, respectivamente.

No fim, placar consistente da equipe de Tite, que mostrou força ofensiva e muita paciência para aguentar o time da Áustria que, fora da Copa, não poupou as entradas mais duras. Com informações do Notícias ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here