Barbosa: “ainda não tive vontade de ser presidente”

Min. Joaquim Barbosa
Min. Joaquim Barbosa
Min. Joaquim Barbosa

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa criticou a presidente do Brasil Dilma Rousseff e desconversou sobre candidatura à Presidência em 2018. “Em primeiro lugar é preciso ter vontade e eu, até hoje, não tive essa vontade [de ser presidente do Brasil]. Pode ser que daqui a alguns anos, eu tenha tempo”, disse. Barbosa participou, na última quarta-feira, de um congresso para executivos do mercado financeiro em São Paulo.

Ele declarou durante o evento que Dilma agiu de forma insensata ao não vetar o aumento dos recursos para o fundo partidário.

Barbosa também criticou o Congresso Nacional. “O Legislativo usa o seu poder muito mais para fazer chantagens. O esporte mais praticado no Congresso Nacional é a vontade de derrotar o Executivo”.

Durante a palestra, Joaquim Barbosa falou sobre tributação, corrupção e a relação entre os três Poderes. Questionado pela plateia sobre a falta de confiança nas instituições, ele afirmou que os parlamentares se acomodaram.

Para Barbosa, eles usam de poderes dados pela Constituição de 1988 para fazer chantagem.

Segundo Joaquim Barbosa, a corrupção no Brasil é estimulada pelo atual modelo político, com partidos fragmentados e sem qualquer conotação ideológica.

O ex-presidente do STF disse ainda que, no Brasil, pouco se fala na corrupção que ocorre nas empresas, não só no Poder Público. BANDNEWS

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here