Autoridades e meio artístico amazonense lamentam morte de Klinger Araújo

O falecimento do levantador de toadas Klinger Araújo, 51, nesta terça-feira (29) repercutiu entre as autoridades e meio artístico amazonense. Confira abaixo algumas declarações.

Artur Neto, prefeito de Manaus

“Aos 51 anos, Klinger ou o ‘Furacão do Boi’, como era conhecido, deixa a cidade de Manaus e todo o Amazonas de luto e com o coração entristecido. É mais uma vítima dessa doença nefasta e sai de cena, prematuramente, deixando o sentimento de que ele ainda tinha muito a contribuir com nossas manifestações culturais”.

David Assayag, levantador de toada

“A Cultura do Amazonas está em Luto. Sua alegria, seu sorriso ficará para sempre em nossos Corações. Que Deus lhe receba em Grande estilo . Meus pêsames à família”.

David Almeida, presidente estadual Avante

“Manifesto condolências aos familiares de Klinger Araújo, um artista da terra que cantou e encantou multidões com a força da sua voz e ganhou respeito com a sua arte, e deste modo, prestou relevantes serviços a cultura do Amazonas como um dos primeiros a levar as toadas de Parintins para o Brasil. Os mais sinceros sentimentos aos amigos e fãs do ‘Furacão do Boi’, pedindo a Deus, em sua infinita bondade, que conforte o coração de todos nesse momento de dor”.

Jender Lobato e Karu Carvalho, presidente e vice Boi Caprichoso

“No dia em que lembramos nove meses da partida do Pop da Selva, Arlindo Júnior, o Furacão do Boi, Klinger Araújo, resolveu ao lado dele e de Emerson Maia, cantar as toadas azuladas no firmamento azul. Ficam nas nossas memórias os grandes momentos e o encontro desses amigos no teatro da vida, como a emocionante flauta de Klinger Araújo acompanhando a interpretação de Arlindo Júnior, no Teatro Amazonas.”

Ricardo Nicolau, deputado estadual

“Manifesto profundo pesar pelo falecimento precoce do mestre Klinger Araújo, o Furacão do Boi. Pioneiro, Klinger foi dono de uma trajetória artística da mais absoluta importância para a cultura amazonense, tendo sido um dos responsáveis por popularizar a toada de Parintins em Manaus e em todo o Brasil, na década de 1990. Klinger parte deixando a saudade de sua alegria contagiante e o exemplo de profissionalismo, amizade, comprometimento e contribuição para a arte do Boi Bumbá. Em meu nome e de toda família Nicolau, nossas sinceras condolências e solidariedade a seus familiares, amigos e legião de fãs neste momento de dor e eterna saudade”.

Fábio Cardoso, presidente Boi Garantido

“A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido presta total solidariedade a todos os amigos, familiares e fãs do grande artista parintinense e amazonense, Klinger Araújo. Um dos autores da obra prima do boi do povão, “Alma Rubra”. Klinger foi um trabalhador efetivo da arte de Parintins e durante décadas atuou para divulgar a nossa Cultura. É uma perda inestimável para todos nós! A este ícone da cultura de Parintins, o nosso profundo agradecimento.”

Marcos Apolo Muniz, secretário de Cultura e Economia Criativa

“Klinger era uma pessoa extraordinária, que sempre emanava coisas boas. Inspirador, alto astral. Deixa um legado cultural gigante, uma história relacionada à rádio, onde trabalhou durante muito tempo. Trabalhamos juntos em alguns programas de rádio, na Difusora, por exemplo. Um artista inigualável, versátil, irreverente e muito talentoso”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here