Assembleia debate tema do livro “Ditadura militar e genocídio do povo Waimiri-Atroari”

LIVRO-WAIMIRI-ATROARI-01O tema do livro sobre “A ditadura militar e o genocídio do povo Waimiri-Atroari”, foi motivo de Cessão de Tempo, proposta pelo deputado estadual José Ricardo (PT), ocorrido na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quinta-feira (6).

Lançado recentemente pelo Comitê Estadual de Direito à Verdade, Memória e à Justiça do Amazonas, o deputado estadual José Ricardo afirmou que o livro faz parte do trabalho do Comitê para contribuir com a Comissão Nacional. “Essa publicação retrata um pouco daquilo que aconteceu nesse período, sobre a ação dos militares e informações ainda não esclarecidas da época”, explicou.

O Comitê Estadual integra a Comissão Nacional da Verdade, instituída pelo Governo Federal para esclarecer casos de violação de direitos humanos durante a Ditadura Militar, inclusive, a autoria de torturas, mortes, desaparecimentos forçados, perseguições políticas e ocultações de cadáveres.

O genocídio do povo Waimiri-Atroari foi o fato marcante na história da etnia, relatada pelos próprios indígenas ao indigenista Egídio Schwade, atual coordenador do Comitê Estadual de Direto à Verdade e Memória e Justiça do Amazonas. Segundo o coordenador, cerca de dois mil índios, contrários à construção da BR-174 (Manaus- Boa Vista) foram dizimados no período do regime militar. “Este livro é uma tentativa de iniciarmos um diálogo com as populações indígenas, as mais oprimidas no Estado. A sociedade tem obrigação de ouvir esse povo e apresentar alguma razão por essas matanças”, enfatizou.

O vice-coordenador do Comitê Estadual e presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Amazonas,, jornalista Wilson Reis, informou que o livro será divulgado também no Encontro Norte-Nordeste dos Comitês Estaduais. Os interessados poderão adquirir um exemplar ao preço de R$ 25 na Livraria Valer e na sede do Comitê Estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here