Artur Neto discute em Brasília gestão do terminal pesqueiro de Manaus

A entrega do terminal pesqueiro de Manaus é burocrática
A entrega do terminal pesqueiro de Manaus é burocrática

O prefeito de Manaus, Artur Neto, apresentou em Brasília a proposta de uma gestão compartilhada do Terminal Pesqueiro de Manaus ao ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella. Para o prefeito, é preciso colocar o terminal em funcionamento o mais rápido possível, pois só assim os pescadores da capital e região terão melhores condições de armazenamento e venda do pescado. O ministro informou que técnicos do ministério vão estudar essa possibilidade, para que o terminal comece a operar ainda em 2013.

Artur fez o pedido de que a gestão do terminal passasse para a Prefeitura de Manaus no início deste ano. Por conta de imbróglios jurídicos, o terminal não entra em funcionamento, mesmo estando praticamente concluído há seis anos. A confusão é burocrática, visto que a estrutura é vinculada ao Ministério da Pesca, mas foi construído pelo ministério dos Transportes em uma área da Prefeitura de Manaus.

“O pedido para que a gestão do terminal passe para a Prefeitura foi feito no início da minha gestão e o governo federal não concluiu o processo. Não acredito que alguém esteja agindo contra esta medida, porque só prejudica os pescadores da nossa cidade e do nosso Estado. Seria muita mesquinharia. Por isso, discutimos a possibilidade de uma gestão compartilhada. O ministério fica com essa gestão e a Prefeitura dá suporte técnico e de pessoal. O que eu quero, como prefeito de Manaus, é resolver o problema e que os pescadores tenham melhores condições para trabalhar”, declarou Arthur Virgílio.

Crivela gostou da ideia e disse que a proposta é a melhor para fazer o terminal pesqueiro funcionar. O ministro também acenou com a possibilidade de repassar verbas para a prefeitura para a construção de uma fábrica de farinha de peixe de alta qualidade. “Temos recursos para este fim e sabemos que, pela falta de armazenamento, muito peixe se perde. Uma fábrica de farinha de pescado poderia ajudar a reduzir esta perda”, declarou Crivella.

O Secretário de Infraestrutura e Fomento da Pesca e Aquicultura, Eloi de Sousa Araujo, virá a Manaus nas próximas semanas para acertar detalhes da administração do Terminal Pesqueiro. “O secretário Eloi terá uma reunião com o nosso secretário Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab), coronel Fábio Pacheco, e vamos ver como essa questão evolui. A prefeitura gerir seria o ideal”, afirmou Artur.

Além do Ministério da Pesca, o prefeito visita outros quatro ministérios (Educação, Planejamento, Integração Nacional e Justiça). Ele retorna para Manaus na noite desta terça-feira (6).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here