Arlindo Júnior morre aos 51 anos

Arlindo Júnior

Morreu neste domingo, por volta das 22h45, o ex-levantador de toadas do Boi Caprichoso, Arlindo Júnior, aos 51 anos, em um hospital particular de Manaus, onde estava internado.

Em 2016, o “Pop da Selva”, como era conhecido, descobriu que estava com câncer no pulmão e desde então travava uma luta incansável contra a doença.

Vida artística

Em mais de 30 anos de carreira, Arlindo Júnior destacou-se como um dos principais nomes do Festival Folclórico de Parintins, sendo levantador de toadas do Boi-bumbá Caprichoso entre os anos de 1989 e 1999. No período de 1998 a 2004, bem como em 2014, foi apresentador do boi azul e branco. Em 2005 e 2006 voltou a ser o levantador oficial.

O Governo do Amazonas emitiu nota lamentado o ocorrido. Confira abaixo.

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa manifesta profundo pesar pelo falecimento do cantor Arlindo Júnior, na noite deste domingo (29/12), em Manaus.

Nome forte do boi Caprichoso, Arlindo revolucionou a forma de apresentação das toadas e se tornou o “Pop da Selva”. “A Cultura do nosso estado perde mais um grande ícone. Além de extremamente talentoso, Arlindo foi um guerreiro. Nesse momento, presto toda a minha solidariedade à família, aos amigos e aos fãs”, destacou o secretário estadual de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

Além da dedicação à música, Arlindo teve inserção na política local e acumulou passagens pelas secretarias estadual e municipal de Cultura.

O velório acontece no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV).

Velório

O corpo de Arlindo Júnior está sendo velado no Centro de Convenções Vasco Vasques, localizado na avenida Constantino Nery, bairro Flores, na zona centro-sul.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here