Após 5 dias, político suspeito de matar candidato vai para prisão

Jorge Marra (DEM) disparou 5 vezes contra adversário Cássio Remis (PSDB) em Patrocínio (MG); ele ficou foragido durante três dias e dormiu uma noite na delegacia ─ Imagem: Reprodução

Após passar uma noite preso na delegacia de Patrocínio, a 390 km de Belo Horizonte, o ex-secretário de Obras da cidade, Jorge Marra (DEM), foi levado para o presídio de Patos de Minas, a 71 km de distância. De acordo com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), ele deu entrada no local por volta das 18h da última segunda-feira (29).

Marra, que é irmão do atual prefeito da cidade, Deiró Marra (DEM), foi preso preventivamente após matar a tiros o candidato a vereador Cassio Remis (PSDB) na última semana.

Em depoimento à Polícia Civil no domingo (27), Jorge Marra disse ter agido em “legítima defesa”. Segundo as investigações, ele disse que ficou “amedrontado” pelo seu adversário político. Marra ficou três dias foragido antes de se entregar à polícia.

Assassinado após live

Cassio Remis estava fazendo uma “live” em sua página no Facebook quando foi abordado pelo então secretário de Obras, Jorge Marra. Ele denunciava uma suposta obra da Prefeitura de Patrocínio em uma calçada em frente a uma casa onde seria montado o comitê de campanha à reeleição do atual prefeito.

Durante a transmissão, Marra desce de uma caminhonete e corre em direção a Remis. Nesse momento, a transmissão é interrompida.

De acordo com a Polícia Militar, o secretário municipal voltou para o carro e foi em direção ao prédio da secretaria, onde ele despachava. Remis foi atrás do homem para tentar recuperar o celular.

Uma câmera de segurança mostra o momento em que Jorge Marra pega um revólver no carro e dispara contra Remis, que morreu no local.

FONTE: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here