Ano letivo da rede municipal inicia com mais de 236 mil alunos matriculados

Fotos: Ricardo Oliveira/Semcom
Fotos: Ricardo Oliveira/Semcom

Com o tema “Inclusão para Promoção da Paz e da Solidariedade – Alfabetizar é Compromisso de Todos”, a Prefeitura de Manaus deu início ao Ano Letivo 2018 em todas as 499 unidades da rede municipal de ensino. Este ano, são, aproximadamente, 46,7 mil novos alunos, do total de 236 mil estudantes matriculados. A solenidade de abertura foi realizada nesta segunda-feira, 5/2, pelo prefeito Artur Virgílio Neto, na Escola Municipal Jorge de Rezende Sobrinho, no bairro Tancredo Neves, zona Leste da capital. 

Em 2018, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) contará com 415 escolas na zona Urbana da cidade e 84 unidades na zona Rural Rodoviária e Ribeirinha de Manaus. Para o primeiro semestre, inicialmente, serão disponibilizadas 16 creches, sendo 12 próprias e quatro conveniadas; 115 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), 367 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) e um Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja). 

“Este ano é o ano da infraestrutura na educação. Primeiro em infraestrutura nova, porque serão 29 escolonas que virão aí entre sete creches, 11 Cmeis, 11 Emefs. Temos, ainda, ouras sete escolas novas para entregar neste primeiro trimestre. Vamos também investir em mobiliário novo e nos devidos reparos, que devem ser feitos em nossas escolas”, anunciou o prefeito Arthur Virgílio, destacando os esforços para a valorização dos profissionais de educação e a parte salarial, o que segundo ele, formam o tripé da educação de qualidade. 

Robótica

A Escola Municipal Jorge de Rezende Sobrinho, atende, aproximadamente, 980 alunos, de 4º ao 8º ano, EJA e Projovem Urbano, nos três turnos. A unidade vem se de destacando nos últimos anos graças ao projeto de robótica desenvolvido no local na escola. Em 2017, ela foi uma das dez escolas brasileiras selecionadas para competir na Etapa Internacional do Torneio de Robótica First Lego League (FLL) Open European Championship, que aconteceu na cidade de Aarhus, na Dinamarca, ficando no 34º lugar na competição. 

Além da equipe de robótica, os alunos da escola também participam de outros projetos como o “Jiu-jitsu Vai à Escola”, que envolve cerca de 140 pessoas entre alunos, comunitários, pais e professores, aulas de hip hop, entre outras atividades. 

“Temos vários medalhistas e um campeão mundial de jiu-jitsu nessa unidade. O fato é que, apesar de ser uma escola cercada de tantas dificuldades, nos dá muitas alegrias, seja pela energia boa dos professores, seja pela alegria boa das crianças, e porque nós temos aqui uma missão a cumprir”, pontuou o prefeito. 

A partir deste ano, a escola contará com uma nova sala de robótica, onde os 30 alunos, do 7º e 8º ano do Ensino Fundamental, que fazem parte da equipe, terão um espaço equipado com pistas de desafios, robôs e a mesa da FLL para treinamentos do projeto. A unidade recebeu cinco kits de robótica do Programa de Linguagem de Programação e Robótica (Procurumim). 

Ampliação

Para a realização das atividades pedagógicas e administrativas, a rede municipal de ensino conta com quase 15 mil servidores, sendo mais de 12 mil professores, aproximadamente, 860 pedagogos e quase dois mil servidores administrativos. A Semed também irá contar, neste primeiro semestre, com os professores aprovados no Concurso Público realizado no final do mês de janeiro. 

“Buscamos também o vigor da nossa rede para poder absorver os novos alunos, dentro da estrutura que a gente tinha. No passado conseguimos aprovar 93% dos alunos da nossa rede municipal de ensino, que é a terceira maior do país, ultrapassando em 1% a nossa meta. Este ano, com todas as melhorias previstas, esperamos fazer muito mais”, observou a secretária municipal de Educação, Kátia Schweikardt. 

Merenda escolar

Além de garantir um ensino de qualidade, com o oferecimento de ações pedagógicas afirmativas, em 2018, a Prefeitura de Manaus vai oferecer ao longo do ano, aproximadamente, 12 mil toneladas de alimentos para as escolas municipais, a partir do “Programa de Alimentação Escolar”, que atenderão até 270 mil estudantes. 

Desse total, 1.135 mil toneladas são de alimentos congelados, entre eles frango, filé de peixe e carne vermelha; 6.560 mil  alimentos  são básicos, entre eles há arroz, feijão, macarrão e açúcar; e 4.421 mil toneladas  são provenientes da Agricultura Familiar, que fornecem hortifrútis cultivados por produtores rurais de diversos municípios do Estado, atendendo determinação do Ministério da Educação (MEC).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here