Amor de flores e morcegos

O morcego saccopterix bilineata alimenta-se de insetos

Deu flor a árvore de Castanha de Morcegos que Marcos Antônio dos Santos, o “Marcos Morcegão”, plantou há cinco anos no sitio Bons Amigos, Reserva Particular do Patrimônio Natural, RPPN. A árvore é a preferida pelo morcego beija flor que com a língua comprida bebe o néctar da flor para sobreviver e realiza a polinização ajudando assim a preservar a biodiversidade.

Assim este amante dos morcegos promove atividades para melhorar a imagem destas espécies e informar da sua importância para a floresta amazônica.

Quiropterofilia

Flor da Castanha de Morcego

Na Amazônia, inúmeras plantas são polinizadas por morcegos. A samaumeira, a mungubeira e a castanha de morcego são exemplos. As flores dessas plantas iniciam a antese (abertura) ao anoitecer e oferecem pólen e néctar como recompensa para seus visitantes. Ao longo da noite eles visitam várias flores transportando o pólen entre elas realizando então a polinização que levará a formação do fruto.

“Os morcegos ajudam a preservar a natureza, ajudam no controle de insetos e na polinização e dispersão de sementes e frutos, mais de 1.300 espécies de morcegos são conhecidas no mundo e cerca de 170 espécies no Brasil.” Explica o defensor dos morcegos

Marcos “Morcegão”

Segundo dos Santos, de todas as espécies de morcegos, apenas três se alimentam de sangue e as três espécies ocorrem aqui em Manaus. O controle de insetos é outro importante serviço ambiental realizado pelos morcegos. Apenas um morcego insetívoro (que se alimenta de insetos) é capaz de consumir até 1000 insetos por noite.  Os dispersores de sementes atuam na recuperação de áreas degradadas.

Como todo animal silvestre é importante lembrar que os morcegos são protegidos por lei. Constitui crime ambiental matar animais silvestres.

Festival é realizado em outubro

O Festival dos Morcegos, realizado há 14 anos, é a atividade de conservação de morcegos mais longeva da América Latina. O XIV Festival dos Morcegos, realizado na zona rural de Manaus, teve como objetivo desconstruir a imagem negativa dos morcegos e destacar sua importância para o ecossistema através de palestras.

O festival teve variada programação, shows musicais, oficinas, esportes e outras ações “O mês de outubro é considerado o mês dos morcegos na América latina.

Reportagem: Mercedes Guzmán

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here