Ambulatório para tratar fumantes é inaugurado na zona Centro-Sul

Em virtude das medidas de prevenção e distanciamento social, o atendimento será realizado com base na promoção de orientações às pessoas. ─ Foto: Divulgação

Fumantes de Manaus que querem ter um acompanhamento com especialistas para parar o vício vão poder buscar ajuda no novo ambulatório inaugurado pela Prefeitura de Manaus nesta sexta (28). O 23º Ambulatório de Tratamento ao Fumante entra em funcionamento na Unidade Básica de Saúde (UBS) Luiz Montenegro, localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul.

No espaço, serão oferecidos atendimentos com orientações às pessoas interessadas em parar de fumar, como parte da segunda fase da Campanha de Combate ao Tabagismo. Ao todo, seis ambulatórios especializados retomam o funcionamento gradual, após o pico da pandemia do novo coronavírus.

Em virtude das medidas de prevenção e distanciamento social, o atendimento será realizado com base na promoção de orientações às pessoas que desejam parar de fumar, para que elas comecem o tratamento nos ambulatórios especializados.

Dados

Cigarro na boca e isqueiro na mão: o vício disfarçado de hábito já está enraizado no dia a dia de muita gente. Apontado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como a principal causa de mortes em todo o mundo, o tabagismo é considerado pelas autoridades de saúde o grande vilão da qualidade de vida das populações. Causador de doenças pulmonares como bronquite, enfisema, câncer de pulmão, doença coronariana (infarto e angina) e doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral), ele provoca anualmente mais de 7 milhões de óbitos ao redor do mundo.

O tabagismo também é um fator de risco para o desenvolvimento dos tipos de câncer: leucemia mieloide aguda; câncer de bexiga; câncer de pâncreas; câncer de fígado; câncer do colo do útero; câncer de esôfago; câncer de rim e ureter; câncer de laringe e etc.

Conforme informações do relatório The Tobacco Atlas, o brasileiro fuma por volta de 333 cigarros por ano. Tendo em mente que um maço possui 20 unidades, esse total seria equivalente a 17 maços ou R$170 gastos anualmente com o hábito – o que significa 16,27% do salário mínimo atual de R$1.045, de acordo com o IBGE. No Brasil, são registradas todos os dias mais de 400 mortes atribuídas à dependência.

*Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here