Amazonas na rota da extração ilegal de ouro em terras indígenas

garimpagem-rio

O Amazonas faz parte de um esquema de garimpagem ilegal em terras indígenas conforme denuncia do Ministério Publico Federal em Mato Grosso (MPF/MT). Cerca de 30 pessoas fazem parte desse crime descoberto pela Operação Eldorado. As investigações dão conta que o crime vinha sendo cometido no rio Teles Peres, em território matogrossense, pertencente a etnia Munduruku, estendendo-se às terras indígenas Kayabi entre os municípios de Apiacás (MT) e Jacareacanga (PA) – até o Porto Ramal, que fica à margem esquerda do Rio Tapajós, no município de Maués (AM). Segundo o MPF/MT, os envolvidos tinham ramificações em quatro estados: Amazonas, Pará, Rondônia e São Paulo, cujas acusações correspondem a formação de quadrilha, usurpação de bens da União, corrupção passiva e ativa, receptação qualificada e operação ilegal de instituição financeira. O inquérito tramita sob sigilo na Quinta Vara da Justiça Federal de Mato Grosso.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here