Amazonas Energia superfatura, não negocia e ainda humilha consumidores, diz Vereadora

Mirtes Salles (Republicanos)

O desrespeito da empresa Amazonas Energia com os consumidores do Conjunto Viver Melhor II, Zona Norte de Manaus, foi o tema do discurso da vereadora Mirtes Salles (Republicanos), durante Sessão Plenária da Câmara Municipal de Manaus, nesta segunda-feira,19.

Em uma reunião com um grupo de mulheres empreendedoras no local, a vereadora recebeu algumas denúncias de superfaturamento nas contas de energia. Inclusive, algumas moradoras disseram que as pessoas responsáveis pela leitura dos contadores, muitas vezes não sobem nos apartamentos, colocando qualquer valor na conta.

“Isso é um absurdo. Essas senhoras moram em apartamentos de cinquenta metros quadrados, algumas não tem ar condicionado, apenas ventilador e pagam uma média, por mês, de quatrocentos e cinquenta reais de conta. Tem morador que chega a pagar mil reais. Essa situação é uma falta de respeito com os consumidores e não podemos admitir isso”, afirmou.

Uma dessas denúncia foi da dona de casa Maria Luzia Corrêa. Ela mora com o marido e paga R$450 por mês de conta de luz. Ela chegou a reclamar com a concessionária mas foi maltratada por um funcionário da empresa.

“Fui reclamar e o rapaz me respondeu que a geladeira era muito velha e por isso gastava muito energia. Fiquei revoltada e apenas respondi: então me dá uma nova. Isso é um descaso muito grande porque eles não fazem a leitura. Nosso apartamento chegou a ficar um ano fechado e a conta vinha com o mesmo valor”, disse dona Maria Luzia.

Mirtes Salles lembrou que em 2011 fez uma denúncia no mesmo teor contra a Amazonas Energia e na época a concessionária devolveu dinheiro aos consumidores. Agora, mais uma vez a vereadora luta pelos direitos dessas pessoas.

“Vou pedir à Amazonas Energia que faça um mutirão no Viver Melhor, para a revisão destas contas, análise dos contadores, e principalmente que a concessionária faça um treinamento com os atendentes. Essa é uma briga antiga que prometo continuar”, concluiu a vereadora.

1 COMENTÁRIO

  1. Bom quero comentar em relação a essa empresa que tem a concessão de energia aqui em Manaus e no Amazonas, o precisa ser feito não é revisão nas casas dos cidadões não, é criar um a Lei pra derrubar o valor dessa tarifa que estar muito elevada, 0,90 centavos por klwhora, enquanto nos deveria pagar 0,50 centavos, uma vez que a empresa utiliza agua como base de sua matéria prima pra gerar energia e não paga é da natureza. Outra questão é que foi construido o gásoduto e até agora a concessionaria utiliza do gás , mais não baixou o preço, e nenhuma autoridade questiona sobre essa situação infelismente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here