Alunos da rede municipal recebem aulas de empreendedorismo neste sábado

(Foto: Divulgação/Semtepi)

Aproximadamente 90 estudantes do 8º ano dos dois turnos da escola municipal Antísthenes de Oliveira Pinto, localizada na comunidade Alfredo Nascimento, zona Norte, receberam neste sábado, 21/9, aulas de introdução ao universo do empreendedorismo e economia pessoal. A iniciativa é parte da política de incentivo à cultura empreendedora da Prefeitura de Manaus.

As aulas sobre empreendedorismo foram ministradas por instrutores voluntários da Junior Achievement, executora do projeto “Empreendedorismo nas Escolas”, idealizado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O projeto, que está em sua segunda fase de execução, tem a meta de atender até o final deste ano, 4 mil alunos da rede municipal de ensino e levar aos estudantes de 6º a 9º ano assuntos de introdução ao empreendedorismo.

A gerente pedagógica da Divisão Distrital Zona Centro-Sul, Eliana Almeida, explica que a boa aceitação do projeto ajuda no sucesso da execução das ações. “A aceitabilidade é muito satisfatória. Já ouvimos relatos de alunos que influenciaram seus pais no início ou na retomada de um pequeno negócio, depois de assistirem as aulas do projeto. Conseguimos também perceber que, a partir desse momento, os alunos estão criando uma nova expectativa de futuro”, contou.

Segundo a gestora Jeane Hildalgo, o Empreendedorismo nas Escolas é um adicional de sucesso na rotina dos alunos.“O prefeito Artur Virgílio Neto acertou muito em sancionar a lei que coloca o empreendedorismo como um tema transversal nas salas de aula. A iniciativa é positiva e tudo que é feito fora do âmbito escolar tradicional, estimula a capacidade e a criatividade dos alunos. A nossa comunidade necessita disso, pois muitos pais trabalham informalmente, com pequenos comércios e os alunos transmitem a eles todo o conhecimento adquirido aqui”, disse Jeane.

Para a assistente de projetos da Junior Achievement, Caroline Calderaro, levar o empreendedorismo para dentro das escolas municipais é uma experiência reconfortante. “Tudo isso constrói elos e percebemos o impacto das aulas nas crianças. As escolas nos recebem entusiasmadas, os pais apoiam o projeto e os professores também ficam felizes em saber que novos conhecimentos estão sendo agregados à vida dos alunos”, disse.

Futuro

O projeto mudou a visão do aluno do 8º ano, Iago Nunes, que a partir de agora tem novas expectativas quanto a profissão que quer seguir. “Geralmente, todo mundo é direcionado a tentar algo mais seguro no mercado de trabalho. A partir dessas aulas, aprendemos que podemos ser donos do nosso próprio negócio e ainda gerar emprego e renda para o nosso país”, observou.

O instrutor voluntário da Junior Achivement, Gustavo Goellner, conta que a experiência o fez enxergar vários talentos na sala de aula. “Essa iniciativa da Prefeitura de Manaus é muito positiva. As crianças sentem falta de algo que fuja da rotina deles. Durante as aulas, podemos perceber que muitos alunos se redescobrem e apresentam ideias inesperadas. Isso tudo vai contribuir de forma válida para o futuro de cada um deles”, contou. 

Expansão

A partir do projeto que é direcionado aos alunos do ensino fundamental da escola, a gestora teve a ideia de levar o empreendedorismo também para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que receberam uma palestra sobre como introduzir o empreendedorismo em seus negócios.

A professora de Língua Portuguesa do EJA, Maria do Socorro, diz que a palestra despertou nos alunos a vontade de montar um negócio e complementar a renda. “Depois do que eles aprenderam na palestra, organizaram um workshop na escola. Cada aluno apresentou seu empreendimento e muitos deles seguiram com seu negócio, crescendo cada vez mais”, contou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here