Aluna de escola ribeirinha representará Manaus na Olimpíada de Língua Portuguesa

6Aluna de escola municipal ribeirinha representará Manaus nas semifinais da Olimpíada de Língua Portuguesa
Raquel Farias representará Manaus nas semifinais da Olimpíada de Língua Portuguesa

A aluna Raquel Farias Glória, 11, e o professor Jackson de Moraes Oliveira da Escola Municipal Bom Jesus, comunidade Nova Jerusalém, no Rio Negro, representarão a cidade de Manaus na etapa regional da Olímpiada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, que acontecerá de 22 a 24 de novembro, em Salvador, Bahia. Eles estão entre os 500 semifinalistas e concorrem na categoria Poema com o trabalho intitulado ‘Minha Casa Azul e Rosa’.

Raquel e o professor Jackson viajam para Salvador nos próximos dias para participar de encontros de formação com outros semifinalistas da categoria Poema enquanto a comissão regional do concurso seleciona os 38 finalistas. Essa é a primeira vez que a menina viaja de avião. Até mesmo as visitas a Manaus, a aproximadamente duas horas de lancha da comunidade, são raras, o que só faz aumentar a expectativa. Apesar de ansiosa, ela está confiante no resultado e conta como se inspirou para construir o poema.

“Veio da minha cabeça, escrever sobre a minha casa, onde moro desde quando nasci. Gosto muito da minha casa, esse rio que vivo pulando nele, a minha avó que cuida de mim, o meu tio, tudo isso me inspirou”, diz. “Nunca viajei de avião, mas minha avó deixou eu ir. E estou muito confiante. Acho que vou ganhar”, arriscou.

O professor não esconde a satisfação pela escolha do poema de Raquel. “Meu papel foi passar o tema geral para os alunos e orientá-los na elaboração dos poemas, foi quando a Raquel chegou com esse e a gente foi ajustando até o resultado final, ganhamos as etapas até aqui e agora a expectativa é a melhor possível, pois o poema dela tem um potencial muito grande para ir até a final. Vamos incrementar nessa próxima fase e esperamos representar o Amazonas em dezembro, em Brasília, na grande final”, disse.

minha-casa-raquel-farias-2A 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é um concurso nacional, de texto, voltado para alunos de escolas públicas de todo o País, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. O concurso começou em fevereiro  e 1.267 escolas do Amazonas se inscreveram, sendo 297 da rede municipal de Manaus. Em 2016, o tema é “O lugar onde vivo”, que pretende estreitar os vínculos do aluno com a comunidade onde vive e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, contribuindo, ainda, para o desenvolvimento da cidadania do participante.

Os trabalhos serão julgados por uma comissão que conta com representantes do Ministério da Educação (MEC), Fundação Itaú Social, do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), das Secretarias de Educação e por docentes de universidades públicas. Eles verificam a autoria dos textos dos alunos, por meio de novas produções textuais, que acontecem ao longo das oficinas regionais.

A participação das escolas municipais na olimpíada é parte do Programa Viajando na Leitura, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), que desenvolve ações específicas e mobilizadoras de incentivo à prática de leitura e escrita. A secretária da Semed, Kátia Schweickardt, parabenizou o trabalho realizado por professores e alunos da rede e destacou o avanço e crescimento dos índices educacionais nas escolas do município. “Um trabalho como esse que a Raquel fez mostra que a gente tem muita coisa boa sendo feita no silêncio da floresta”, ressaltou a secretária.

minha-casa-raquel-farias-1

‘Minha Casa Azul e Rosa’

Minha casa é de madeira pintada azul e rosa

Ela é bonita e faceira no Rio Negro é a mais vistosa

No lugar onde vivo moro com minha vó

Seu passatempo preferido é jogar dominó

Mas não posso me esquecer de falar do meu avô

Que sabe tudo da floresta para mim ele é doutor

Das brincadeiras que mais gosto, melhor de todo mundo

Jogar a pedra na água e ir buscar lá no fundo

Muitas frutas encontramos espalhadas por aqui

Às margens do Rio Negro, eu desfruto o açaí

Mas não posso esquecer, pois tenho que admitir

A que eu mais aprecio é o delicioso buriti

Tudo isso acontece na minha casa azul e rosa

Não me canso de falar no Rio Negro é mais vistosa

De onde vejo o tucano e também o boto rosa 

*Raquel Farias Glória, aluna da Escola Municipal Bom Jesus

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here