Aleam e Tjam firmam parceria para ajudar jovens em vulnerabilidade social

(Foto: Divulgação)

Os presidentes da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado David Almeida, e do Tribunal de Justiça, desembargador Yedo Simões, assinaram nesta terça-feira, 4, o Termo de Cooperação Técnica, para incentivar a profissionalização de jovens infratores e em situação de vulnerabilidade social, por meio do projeto “Reconstruindo Caminhos”.

Para o Presidente David Almeida, a parceria trará benefícios a jovens entre 14 e 18 anos, que precisam de oportunidades na sociedade.

“Os dois poderes se unem para ressocializar jovens infratores e posteriormente poder inserir no mercado de trabalho. É uma segunda chance que esses jovens estarão tendo. No primeiro momento serão 45, mas o objetivo é ampliara esse número futuramente”, destacou David.

David lembrou ainda que sua família sofreu um assalto anos atrás e o que os dois jovens que entraram em sua casa eram pessoas conhecidas no bairro. O presidente procurou os pais, um aproveitou a oportunidade de tentar uma nova vida e hoje é um pai de família, mas o outro continuou no mundo da criminalidade e hoje não está mais vivo.

“Às vezes é apenas a oportunidade que esses jovens não têm. Então nós estamos dando essa oportunidade, através desse projeto e que possamos salvar muitos jovens”, destacou.

O desembargador Yedo Simões salientou a satisfação em fazer parte de um projeto social que mudará a vida desses jovens.

“É uma satisfação para nós, integrar esse projeto social com a Assembleia Legislativa, no qual acolhe esses jovens não apenas os menores infratores, mas aqueles jovens que estão em abrigos, para trazer de volta a sociedade um homem preparado para enfrentar o dia a dia”, destacou o desembargador.

Yedo Simões destacou ainda que essas atitudes engrandecem os órgãos públicos e deveriam ter a participação de toda a sociedade. “Penso que são jovens com problemas familiares e precisam de uma chance. O judiciário está aberto para conveniar com outros órgãos e empresas que queiram colaborar com esse projeto”, completou.

Participaram ainda da assinatura do Termo, a diretora da Escola do Legislativo, a professora Jaqueline Ferreti Monteiro e a juíza Rebeca de Mendonça, da Vara do Juizado Infracional da Infância e Juventude do Tjam.

O Projeto Reconstruindo Caminhos

O projeto atenderá adolescentes e jovens, entre 14 e 18 anos, em situação de vulnerabilidade social e que se encontram em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto e estando acompanhados pela Vara da Infância e Juventude Infracional, assim como jovens que se encontram sob medida protetiva, estando em acompanhamento pelo juizado da Infância e Juventude Cível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here