Aleam aprova projeto que visa diminuir ‘fila da adoção’

adocaoAs famílias interessadas na adoção de crianças ou adolescentes ganharam nesta terça-feira (05) um importante apoio.  Foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Amazonas o projeto de lei n.º 316/13, que cria o Programa Família Hospedeira.

O programa, que vai funcionar em parceria com o Poder Judiciário e as varas da Infância e da Juventude, visa facilitar o contato de famílias com crianças e jovens que moram em abrigos e orfanatos.

De acordo com o projeto de lei, as crianças e adolescentes poderão ser acolhidos por famílias hospedeiras para participarem de eventos esportivos, religiosos e comemorativos como aniversário, Natal, Reveillon, Páscoa, além de passeios ou eventos nos finais de semana e feriados.

“A ideia é facilitarmos o estreitamento dos laços entre a família hospedeira e as crianças em condições de adoção”, explicou o autor do projeto, deputado estadual Wanderley Dallas. “Dessa forma, queremos aumentar o número de adoções e retirar dos orfanatos centenas de crianças e adolescentes”, acrescentou.

O programa Família Hospedeira segue agora para sanção do governo do Estado. “Tenho certeza que o governo irá sancionar o projeto, pois visa diminuir a burocracia para adoções em todo Amazonas”, prevê Dallas.

Para participar do programa, os interessados devem apresentar a Habilitação para Adoção expedida pelo Poder Judiciário, conforme define o artigo 197 da lei Federal n.º 8.069/90.

Poderão ser retiradas dos abrigos e orfanatos, para hospedagem temporária, as crianças maiores de cinco anos de idade, além de adolescentes, que de acordo com o Poder Judiciário, estejam em condições de serem adotadas.

Para serem incluídos no cadastro do Família Hospedeira, os requerentes devem seguir algumas exigências como ter, no mínimo, 16 anos a mais que a idade da criança ou adolescente que pretenda retirar do orfanato.

Outra exigência é cumprir à risca as normas estabelecidas pelos conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente quanto à adoção.

Dallas explica que o projeto é a chance de centenas de crianças e jovens saírem dos abrigos e orfanatos para conhecerem famílias e, dessa forma, deixarem a ‘fila da adoção’. “Estamos falando de um grande número de crianças que podem finalmente ganhar uma nova família”, completou Dallas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here