Acusada de matar pais a facadas pode ficar com herança da família

Desde a nova acusação, o único irmão da criminosa aguardava o novo julgamento para o caso. Na segunda-feira (31/8), o rapaz acabou morrendo devido à Covid-19. ─ Imagem: Reprodução

Principal suspeita de ter matado os próprios pais, Roberta Tafner de Souza, que não teve a idade informada, pode se tornar a herdeira dos bens da família. Por conta da herança, a mulher e o marido, Willians de Souza, são acusados de assassinar o empresário Wilson Tafner e a advogada Tereza Cobra, encontrados mortos a facadas em uma casa de veraneio na região metropolitana de São Paulo, em outubro de 2010.

O casal, que sempre negou o crime, foi absolvido, em 2016, mas o Tribunal de Justiça de SP (TJ-SP) anulou a decisão depois de um ano. Novamente acusados, Willians e Roberta terão que responder por homicídio triplamente qualificado, por meio cruel, motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Desde a nova acusação, o único irmão da criminosa, Maurício, aguardava o novo julgamento para o caso. Na segunda-feira (31), o rapaz acabou morrendo devido à Covid-19. A advogada do herdeiro lamentou o falecimento precoce do cliente.

Agora, se a filha do casal assassinado não for julgada e condenada, ela ainda pode herdar toda a fortuna dos pais, que pode valer milhões de reais. A família é proprietária de nove imóveis de luxo e joias avaliadas em mais de R$ 500 mil.

Fonte: SBT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here