Ação preventiva de manejo faz retirada de árvore com risco de queda na avenida André Araújo

(Fotos: Divulgação / Semmas)

Técnicos da Prefeitura de Manaus supervisionaram na sexta-feira, 5/7, o manejo emergencial de uma árvore, de aproximadamente 20 metros de altura, da espécie seringueira, que apresentava alto grau de podridão no tronco e risco iminente de queda, em plena avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul. A operação de retirada da árvore, que estava situada no passeio público em frente ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), faz parte das ações preventivas de corte e poda realizadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), responsável pelas autorizações para os procedimentos, e contou com o apoio da Gestão de Trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

A ação preventiva realizada pela Prefeitura de Manaus, em parceria com a NorteEletro, empresa terceirizada da Eletrobras Amazonas Energia, se baseou num diagnóstico realizado pela equipe da Divisão de Manejo e Monitoramento da Arborização Urbana da Semmas. O chefe da divisão, Wellington Auzier, explica que a seringueira (Havea brasiliensis L.), por ser uma espécie de grande porte poderia causar acidente grave envolvendo imóveis, pedestres e veículos que transitam na região.

Segundo ele, o risco de queda poderia ser agravado por fatores como chuvas fortes e longas, rajadas de vento e problemas fitossanitários.

Por ser uma espécie protegida por lei, o corte deve estar de acordo com a legislação ambiental do município. A Lei 605/2001 (Código Ambiental do Município de Manaus) e a Resolução nº 87/2016 do Conselho Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Comdema) estabelecem que as espécies vegetais imunes a corte só poderão ter permissão de poda ou outro tipo de manutenção mediante autorização do órgão ambiental. O corte das espécies imunes só poderá ocorrer em caso de risco iminente de queda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here