A estrada pede socorro

voo_rasante2Uma das principais rodovias do nosso Estado, a BR-174 (que liga Manaus a Boa Vista), permanece em situação de “gatilho” desde que foi interditada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no início deste mês, por conta de uma grande erosão no solo que causou o deslizamento de parte da rodovia. A falta de comprometimento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em resolver a questão, vem deixando em situação dramática e amargando prejuízos em caminhoneiros, produtores rurais e pessoas que precisam se locomover constantemente ao município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus).

Para tentar amenizar o problema, foi construída uma ponte metálica no trecho danificado, mas a estrutura não comportou a movimentação do fluxo de veículos e rompeu dias após ser montada. Como protesto, no último sábado, motoristas interditaram os dois sentidos do quilômetro 58 da BR para cobrar a conclusão de um desvio na pista.

Essa situação poderia ter sido evitada se a nossa região não fosse vítima do abandono e descaso do governo do PT. As estradas federais continuam sendo um dos grandes gargalos de infraestrutura do país. Nos últimos anos, o governo federal deixou de investir R$ 40 bilhões na malha rodoviária brasileira. Sem recursos para obras de melhoria e ampliação, essas estradas só travam o desenvolvimento econômico.

O mais absurdo é ver que investimentos estão sendo feitos em outras regiões. No trecho sul da BR-101 de Santa Catarina (SC), R$ 1,8 bilhão foram aplicados na duplicação de 230 quilômetros de estrada. Além disso, 100 viadutos e 150 quilômetros de estradas laterais foram concluídos. No Centro-Oeste, a BR-060, que liga Brasília a Goiânia, foi toda duplicada. A rodovia é uma das principais rotas para o escoamento da produção desta área até os portos do Sul e Sudeste do Brasil.

E nós, o que ganhamos? Estamos com a situação da BR-319 empacada pelo governo federal, e agora enfrentando esse rompimento na BR-174. Isto é apenas um exemplo da falta de compromisso do governo Dilma com o nosso Estado. Como parlamentar, não pretendo me calar diante dessas situações. O governo federal precisa olhar com mais atenção para o nosso Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here