‘A democracia prevaleceu’, diz Joe Biden em discurso de posse

Democrata é o 46º presidente dos Estados Unidos e assume o lugar do republicano Donald Trump, que não foi à cerimônia. ─ FOTO: KEVIN LAMARQUE/REUTERS

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou em sua posse nesta quarta-feira (20) que sua vitória nas eleições americanas, em novembro de 2020, foram, na verdade, o triunfo da democracia.

Acompanhe ao vivo a posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden

“Hoje é um dia de esperança. Hoje nós celebramos o triunfo não de um candidato, mas o de uma causa, a causa da democracia.”

Segundo Biden, a democracia é preciosa e mais uma vez prevaleceu. “A vontade do povo foi respeitada.”

“Nós vamos seguir adiante porque temos muito a fazer nesses tempos de perigo. Há muito a ser construído e temos muito a ganhar.”

O 46° presidente norte-americano afirmou que sua alma toda está nessa posse e sua intenção é juntar o país, unir a nação. “Peço que cada americano se junte a mim nessa causa.”

Em sua visão, as forças contra a democracia são grandes, por isso é essencial buscar união. “Vamos começar tudo de novo, vamos começar a ouvir um ao outro de novo, demonstrar respeito de um para o outro. A polícia não precisa ser o fogo, que destrói tudo em seu caminho. Precisamos rejeitar a cultura em que fatos são manipulados”, declarou, recebendo aplausos da plateia.

“Nós temos que ser diferentes do que isso, e acredito que a América é tão melhor do que isso.”

Ele citou a invasão ao Capitólio por apoiadores de Donald Trump, que ocorreu no dia 6 de janeiro, e prometeu que isso não voltará a acontecer nunca.

Biden agradeceu quem votou nele e falou também diretamente com quem não o apoiou. “O direito de discordar em paz é a maior força desse país. Mas isso [a discordância] não precisa levar à desunião. Eu serei o presidente de todos os americanos. Vou lutar por todos.”

O novo líder afirmou também que o país sairá dessa pandemia de covid-19 mais unido, e que fará tudo para vencer a doença.

Biden pediu um minuto de silêncio às vítimas da covid-19. “É hora da coragem, há muito a fazer. Eu prometo a vocês que vamos domar essa crise e fazer nossas obrigações para levar um mundo melhor a nossos filhos.”

Em seu discurso, ele prometeu defender a constituição do país e reforçar a história americana de esperança, decência, dignidade, amor e bondade. “Que esse seja a nossa inspiração e que as próximas gerações nos digam que fizemos o que precisava ser feito.”

A cerimônia de posse contou também com a participação das cantoras Lady Gaga, que interpretou o hino dos Estados Unidos, e Jennifer Lopez.

Com uma agenda lotada durante todo o dia, Biden arranjou tempo para tuitar logo após a saída de Donald Trump. Ele afirmou que hoje é “um novo dia na América”.

Trump, em seu discurso, pouco depois de deixar a Casa Branca, afirmou que torceria pelo sucesso de Biden e declarou também que voltaria à política. Em sua despedida, disse “até breve”.

Em suas primeiras horas como presidente, Joe Biden planeja assinar inúmeros decretos executivos para o combate à pandemia de covid-19 e derrubar algumas das decisões mais controversas de seu antecessor, como a retirada do país do acordo climático de Paris.

De acordo com assessores do novo presidente americano, ele assinará 17 ações executivas depois de tomar posse.

As ações incluem a obrigação de uso de máscara em propriedades federais e o processo de reingresso dos Estados Unidos no acordo climático de Paris. Ele também pretende reatar os laços do pais com a OMS (Organização Mundial de Saúde).

Entre uma série de ordens que tratam da imigração, Biden vai revogar a declaração de emergência de Trump que ajudou a financiar a construção de um muro na fronteira com o México e acabar com a proibição de viagens em alguns países de maioria muçulmana. (R7)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here